The Construction of Molecular Geometry Teaching

Educational Panorama of Chemistry in Brazil

Authors

Abstract

The historical context of teaching can be understood as fundamental for comprehending the process of the evolution of science and education and for its contextualization. The objective of this work is to explore the historical moments of teaching and research in Molecular Geometry, in addition to linking them to the Brazilian aspirations applied to education in chemistry. To research the links between the study and the teaching of the topic, two major branches were selected: 1) historical aspects of the discipline of Chemistry in Brazil; 2) the study and teaching of Molecular Geometry. A bibliographic research was conducted, selecting and using written materials on the topic in question. The discussions allow us to understand aspects ranging from the late insertion of the discipline of Chemistry in the Brazilian context to the importance of linking the concepts of Molecular Geometry.

Author Biographies

John Wesley Grando, Universidade Federal do Paraná, UFPR

Mestre em Educação em Ciências e em Matemática pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Licenciado em Quí­mica pela Pontifí­cia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Atua como professor de Quí­mica na Educação Básica.

Marco Aurélio Kalinke, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR

Doutor em Educação Matemática pela PUCSP. Mestre em Educação pela UFPR. Docente do departamento de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e de programas de pós-graduação da UFPR e UTFPR.

Maria das Graças Cleophas, Universidade Federal da Integração Latino-Americana, UNILA

Doutora em Ensino das Ciências pela UFRPE. Mestre em Fí­sico-Quí­mica pela UFPB. Docente do departamento de Quí­mica da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) e de programas de pós-graduação da UFPR e UNILA.

References

A GRAÇA DA QUÍMICA, Geometria Molecular, 2017. Disponível em: <http://agracadaquimica.com.br/wp-content/uploads/2017/10/geometria-molecular1.png>. Acesso em 04/06/2020.

ASIMOV, I. A short History of Chemistry. New York: Anchor Books, 1965. Disponível em: <https://archive.org/details/ShortHistoryOfChemistry-English-IsaacAsimov>. Acesso em 15/10/2018.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília: MEC/SESu, 1999.

BRASIL. Química. In: PCN+ Ensino Médio. Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC, 2002. p. 87-110.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica, Brasília: MEC, 2013.

BROWN, H. C. Foundations of the Structural Theory, Journal of Chemical Education, v. 36, n. 3, p. 104-110, 1959.

CARNEIRO, A. Elementos da História da Química do Século XVIII. Boletim da Sociedade Portuguesa de Química, v. 102, p. 25- 31, 2006.

CHASSOT, A. I. Uma história da educação química brasileira: sobre seu início discutível apenas a partir dos conquistadores. Episteme, v. 1, n. 2, p. 129-146, 1996.

CRUZ, C. P. C. S.; ALFAYA, R. V. S. Modelos Moleculares: Construção e Utilização no Ensino de Ligação Covalente e Estrutura Molecular. Os Desafios na Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE, v. 01, SEED/PR, 2013.

FARIAS, F. M. C.; DEL-VECCHIO, R. R.; CALDAS, F. R. R.; GOUVEIA-MATOS, J. A. Construção de um Modelo Molecular: Uma Abordagem Interdisciplinar Química-Matemática no Ensino Médio. Revista Virtual de Química, v. 7, n. 3, p. 849-863, 2015.

FILGUEIRAS, C. A. L. Dom Pedro II e a Química. Revista Química Nova, v.11, n.02, p. 210- 214, 1988.

FILGUEIRAS, C. A. L. Origens da ciência no Brasil. Revista Química Nova, v. 13, n. 03, p. 222-229, 1990.

GILES, T. R. História da Educação. São Paulo: EPU, 2003.

LIMA, J. O. G. Perspectivas de novas metodologias no Ensino de Química. Revista Espaço Acadêmico, v. 12, n. 136, p. 95-101, 2012.

LIMA, J. O. G. Do período colonial aos nossos dias: uma breve história do Ensino de Química no Brasil. Revista Espaço Acadêmico, v. 12, n. 140, p. 71-79, 2013.

LOPES, A. R. C. A disciplina Química: currículo, epistemologia e história. Episteme, v. 3, n. 5, p. 119-142, 1998.

MACEDO, E.; LOPES, A. R. C. A estabilidade do currículo disciplinar: o caso das ciências. In: LOPES, A. C.; MACEDO, E. Disciplinas e integração curricular: história e políticas. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 73-94.

MOTOYAMA, S. 500 anos de Ciência e Tecnologia no Brasil. Revista Pesquisa FAPESP, Edição especial, n. 52, 2000.

MOURA, J. A. S. A Realidade Virtual como uma ferramenta para o ensino da Geometria Molecular. 2010. 92 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.

NAHRA, S. Molécula, 2018. Disponível em: <https://querobolsa.com.br/enem/

quimica/molecula>. Acesso em 04/06/2020.

QUÍMICA. In: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa [online], Editora Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno

-portugues/busca/portugues-brasileiro/Química>. Acesso em 05/10/2019.

ROSA, M. I. P.; TOSTA, A. H. O lugar da Química na escola: movimentos constitutivos da disciplina no cotidiano escolar. Ciência & Educação, v. 11, n. 2, p. 253-263, 2005.

SCHEFFER, E. W. O. Química: ciência e disciplina curricular, uma abordagem histórica. 1997. 157f. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Química, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1997.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 24ª ed. São Paulo: Cortez, 2017.

SHRIVER, D. F.; ATKINS, P. W. Química inorgânica. 4ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

SILVA, K. S.; FONSECA, L. S.; FREITAS, J. D. Uma Breve História da Geometria Molecular sob a Perspectiva Didático-Epistemológica de Guy Brosseau. Revista Acta Scientae, v. 20, n. 4, p. 626-647, 2018.

SILVA, T. S.; SOUZA, J. J. N.; CARVALHO FILHO, J. R. Construção de Modelos Moleculares com Material Alternativo e sua Aplicação em Aulas de Química. Experiências em Ensino de Ciências, v. 12, n. 2, p. 104-117, 2017.

SILVA, A. P. M. Geometria Molecular: Elaboração, Aplicação e avaliação de uma sequência didática envolvendo o lúdico. 2016. 80 f. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Natureza, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.

SILVA, A. P.; SANTOS, N. P.; AFONSO, J. C. A criação do curso de engenharia química na Escola Nacional de Química da Universidade do Brasil. Revista Química Nova, v. 29, n. 4, p. 881-888, 2006.

SUTTON, M. A Forgotten Triumph. The Royal Society of Chemistry [online]. Disponível em: <https://www.chemistryworld.com/feature/a-forgotten-triumph/300446

article>. Acesso em 10/10/2018.

UNIVERSIDADE DO COLORADO. PhET Interactive Simulations, 2018. Disponível em: <https://phet.colorado.edu/pt_BR/simulation/molecule-shapes>. Acesso em 05/06/2020.

Published

2022-03-20

Issue

Section

Article