Science Fiction Series and its Contributions to STS Education

Authors

Abstract

This article presents part of the results of an investigation that aimed to analyze the contributions of Science Fiction to Education STS (Science, Technology and Society) in the context of the initial training of Science and Biology teachers. The research, of qualitative nature, consisted of an intervention research whose data were produced in classes of an elective discipline of the Biological Sciences course of a public university in Rio de Janeiro. In the final work of the discipline, the students developed didactic sequences with a STS focus that should use TV series chosen by each group. In this work we bring the analysis of three TV series (“The Flash”, “Orphan Black” and “The Rain”) from the categories of counterfactual elements and thematic poles developed by Piassi (2007). The results show that the works contribute to STS Education in different ways, which indicates the versatility of the genre and its potential as a didactic resource in Science teaching. The discussions that can be contemplated in the classroom from the series encompass diverse social aspects, political issues and human relations, touched by scientific and technological themes.

Author Biography

Tatiana Galieta, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Educação Cientí­fica e Tecnológica (UFSC), Professora Associada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Formação de Professores

References

Allen, L. D. (1976). No mundo da ficção científica. São Paulo: Summus.

Alves, F. C. (2012). A Contribuição da Pesquisa-Ação no processo formativo do professor da Educação Básica. In: Anais do XVI Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino. Campinas: Junqueira & Marin Editores (25-34).

Asimov, I. (1984). No mundo da ficção científica. Rio de Janeiro: Francisco Alves.

Carneiro, A. (1967). Introdução ao estudo da “science-fictionâ€. São Paulo: Conselho Estadual de Cultura/ Comissão de Literatura.

Causo, R. S. (2003). Ficção científica, Fantasia e Horror no Brasil: 1875 a 1950. Belo Horizonte: Editora UFMG.

Cavanagh, T. W., & Cavanagh. C. (1996). Learning science with science fiction films. In: Annual Meeting of the Florida Association of Science Teachers. Key West, Florida.

Damiani, M. F., Rochefort, R. S., Castro, R. F. de, Dariz, M. R., & Pinheiro, S. S. (2013). Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de Educação, 45, 57-67. Recuperado de https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/3822.

Eco, U. (1989). Sobre o espelho e outros ensaios. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Ferreira, J. C. D., & Barbosa, R. G. (2018). Os discursos nos filmes de ficção científica: ensino de ciências e a produção de sentidos na perspectiva socioambiental. ACTIO: Docência em Ciências, 3(2), 80-87. Recuperado de https://periodicos.utfpr.edu.br/actio/article/view/7484/5245.

Flick, U. (2009). Qualidade na pesquisa qualitativa. Coleção Pesquisa Qualitativa. Porto Alegre: Artmed.

García, M. I. G., Cerezo, J. A. L., & Luján, J. L. (1996). Ciência, tecnologia y sociedad. Una introducción al estudio social de la ciencia y la tecnología. Cuadernos de Iberoamérica. Madrid: Tecnos.

Greimas, A. J. (1976). Semântica estrutural. 2. ed. São Paulo: Cultrix/Edusp.

Larrys, M., & Severo, E. A. (2017). A Ficção Científica como articulador do pensamento científico. In: X Congreso Internacional sobre Investigación en Didáctica de las Ciencias, Sevilla, Espanha. (3709-3713).

López Cerezo, J. A. A. (2009). Ciencia, Tecnologia y Sociedad: el estado de la cuéstion em Europa y Estados Unidos. In: GORDILLO, M. M. et al. (Orgs.). Educácion, ciencia, tecnología y sociedad. Madrid: OEI (21-33).

Nascimento Junior., F. de A., & Piassi, L. P. (2011). Um estudo do potencial didático das histórias em quadrinhos de ficção científica para o ensino de física. In: Anais do VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Campinas, SP, Brasil.

Neves, M. C. D., Cardoso, F. C., Sakai, F. S., Veroneze, P. R., Andrade, A. & Bernabé, H. S. (2000). Science fiction in physics teaching: improvement of Science education and history of science via informal strategies of teaching. Revista ciências exatas e naturais, 1(2), 91-101. Recuperado de https://revistas.unicentro.br/index.php/RECEN/article/view/534.

Piassi, L. P. (2007). Contatos: a ficção científica no ensino de ciências em um contexto sócio cultural. 453p. Tese (Doutorado). São Paulo: USP/FE.

Piassi, L. P., & Pietrocola, M. (2009) Ficção científica e ensino de ciências: para além do método de ‘encontrar erros em filmes’. Educação e Pesquisa, 35(3), 525-540. Recuperado de https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-97022009000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=pt.

Roberts, A. (2018). A verdadeira História da Ficção Científica: do preconceito à conquista das massas. 1.ed. São Paulo: Seoman, 2018.

Rose, C. (2003). How to teach biology using the movie science of cloning people, ressurrecting the dead and combining flies and humans. Public Understanding of Science, 12(3), 289-296.

Santos, W. L. P. (2008). Educação Científica e Humanística em Uma Perspectiva Freireana: resgatando a Função do Ensino CTS. Alexandria - Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, 1(1), 109-131. Recuperado de https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/37426.

Santos, W. L. P. (2012). Educação CTS e cidadania: confluências e diferenças. Amazônia - Revista de Educação em Ciências e Matemáticas, 9(17), 49-62. Recuperado de https://periodicos.ufpa.br/index.php/revistaamazonia/article/view/1647/2077.

Santos, W. L. P., & Mortimer, E. F. (2002). Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem C-T-S (Ciência - Tecnologia - Sociedade) no contexto da educação brasileira. Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, 2(2), 110-132. Recuperado de https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-21172000000200110&lng=en&nrm=iso.

Strieder, R. B. (2012). Abordagens CTS na educação científica no Brasil: sentidos e perspectivas. 2012. 283p. Tese (Doutorado em Educação). São Paulo: USP/FE.

Suvin, D. (1984). Metamorfosis de la ciencia ficción: sobre la poética y la história de um género literario. Cidade do México: Fondo de Cultura Económica.

Tavares, B. (1992). O que é ficção científica. São Paulo: Brasiliense.

Published

2022-03-20

Issue

Section

Article