Digital technologies and the mediation process: praxis in the supervised stage of the biological sciences course

Celso Pinto Soares Junior, Barbra do Rosário Sabota Silva, Marcelo Duarte Porto

Abstract


New digital technologies are present in the historical and social context of the students. In this sense, the school environment should realize the pedagogical potential of these resources from the reinterpretation of its use and teaching mediation processes. Thus, it is essential that the initial teacher’s education courses for prepare their students for professional challenges. The objective of this study is to analyze the understanding of the stages of the Biological Sciences Degree Course of the 6th Period of the State University of Goiás of the Center for Teaching and Learning in Networking, about an influence of digital technologies in education and the possible processes of pedagogical mediation To generate the data of this study, a mixed questionnaire (with open and closed questions) was used, in order to raise the understanding that future teachers have in relation to these resources and the processes of pedagogical mediation. Results allow us to affirm that theoretical knowledge is disjointed from pedagogical practice.

References


BEHRENS, M. A. (2013). Projetos de Aprendizagem Colaborativa num Paradigma Emergente. In J.M. Moran; M.T. Masetto; M.A. Behrens. Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica (p.73-140). Campinas: Papirus

BRAGA, D.B. (2013). Ambientes Digitais: Reflexões teóricas e práticas. São Paulo: Cortez.

Brasil. Parecer nº2 de 2015. Disponível em: < http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/prograd/files/2015/06/Par.-02.2015-DCNs-Forma%C3%A7%C3%A3o-Professores.pdf> . Acesso em 07 de julho 2016

D’ÁVILA, C. (2011). Interdisciplinaridade e mediação: desafios no planejamento e na prática pedagógica da educação superior. Conhecimento & Diversidade n. 6, p. 58–70.

ERICKSON, F. (1089). Métodos cualitativos de investigación sobre la enseñanza. In: WITTROCK, M.C. (Comp.). La investigación en la enseñanza, II (p. 195-301). Barcelona: Paidós.

GOIÁS, Universidade Estadual de Goiás (2012). Regulamento Interno de Estágio Curricular Supervisionado dos Cursos de Graduação Unidade Universitária de Educação a Distância – Unuead.

(2005). . HAGUETTE, T. M. F. (1997). Metodologias qualitativas na Sociologia. 5a edição. Petrópolis: Vozes.

JACOBUCCI, D. F.C. (2008). Contribuições dos espaços não-formais de educação para a formação da cultura científica. Revista Em Extensão, vol.7, n.1, p. 56-66.

LIBâNEO, J. C. (2013). Organização e Gestão Escolar Teoria e Prática. 6. ed. Goiânia: Heccus.

LIBâNEO, J. C. (2011). Didática e trabalho docente: a mediação didática do professor nas aulas. In LIBâNEO, J.C; M.V.R. SUANNO; S.V. LIMONTA, Concepções e práticas de ensino num mundo em mudança. Diferentes olhares para a didática (p. 85-100). Goiânia: PUC GO.

LIBâNEO, J. C. (2009) Conteúdos, formação de competências cognitivas e ensino com pesquisa: unindo ensino e modos de investigação, Cadernos de Pedagogia Universitária.

LIBâNEO, J. C. (2004) Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Editora Alternativa.

KENSKI,V.M. (2012). Tecnologias e Ensino Presencial e a Distância. Campinas: Papirus.

KENSKI, V.M. (2001). O papel do Professor na Sociedade Digital. In: CASTRO, A. D.; CARVALHO A.M.P., (Org.). Ensinar a Ensinar: Didática para a Escola Fundamental e Média (95-103). São Paulo; Ed. Pioneira Thompson Learning.

KOFF, A. M.N.S. (2011). Uma agenda para a didática hoje: Atualizando possíveis prioridades. In: LIBâNEO, J, C.; SUANNO, M. V. R., Didática e a Escola em Uma Sociedade Complexa (p. 133-154). Goiânia: CEPED.

MASETTO, M. T. (2013). Mediação Pedagógica e o Uso da Tecnologia. In: MORAN, J. M.; MASETTO, M. T; BEHRENS M. A., Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica (p.141-171). Campinas - SP: Papirus.

MORAN, J. M.Ensino e Aprendizagem Inovadores com Apoio de Tecnologias In: MORAN, J. M.; MASETTO, M. T; BEHRENS M. A., Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica (p.11-72). Campinas - SP: Papirus.

PEIXOTO, J. (2016). Tecnologias e a Relações Pedagógicas: a questão da mediação. R. Educ.Púlb, v. 25, p.367-379.

PEIXOTO, J. Tecnologia e mediação pedagógica: perspectivas investigativas In: KASSAR, M. C. M.; SILVA, F. C. T., (Orgs.) Educação e pesquisa no Centro-Oeste: políticas públicas e formação humana (p. 283-294). Campo Grande: Editora da UFMS.

PEIXOTO, J.; ARAUJO, C.H.S. (2012).Tecnologia e Educação: Algumas Considerações Sobre o Discurso Pedagógico Contemporâneo. Educ. Soc., v. 33, n. 118, p 252-268.

PEIXOTO, J.; CARVALHO, R.M. A. (2011). Mediação pedagógica midiatizada pelas tecnologias? Teoria e Prática da Educação, v. 14, p. 31- 38.

PEREIRA, A. L.; SABOTA, B. (2016). Tecnologias Digitais e Ensino De Língua Estrangeira: Realidades e Desafios. REVELLI v.8 n.1. p.178 - 198.

PRADO, M.E.B.B; MARTINS, M.C. (2002). A Mediação Pedagógica em Propostas de Formação Continuada de Professores em Informática na Educação. São Paulo: ABED.

SILVA, M.J.O.; LOURENÇO, J.C. (2013). Educação a Distância: Um estudo Experimental numa escola da rede pública do município de Crato – CE. In: V Seminário Internacional de Educação a Distância. Belo Horizonte.

STAHL, L. R.; SANTOS, C. F. O (2012). Estágio nos Cursos de Licenciatura: Reflexões Sobre as Práticas Docentes. In: IX ANPED Sul. Caxias do Sul, RS.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v11.n4.543-553



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ