SCRATCH and its pedagogical possibilities in a genre based english language teaching approach

José Mauro Souza Uchôa, Aline Kieling Juliano Honorato Santos

Abstract


Language permeates all fields of human activity. Its use can be observed in the most ancient symbolic manifestations. With the rise of information and communication technologies, new language practices are experienced. They are types of statements organized by genres of discourse that have configurations according to the supports and the different fields of human activity. From a conception of language such as social practice and the notion of genre of Bakhtin’s circle, this article aims to present the multimodal elements that constitute Scratch, a digital tool used in the programming of narratives, games and multimedia animations, evidencing their pedagogical possibilities in the field of language teaching. For this, it dialogues with theoretical and methodological assumptions that guide the didactic modeling from genres as instruments of teaching, able to promote the development of action and linguistic-discursive capacities. The adoption of Scratch as a pedagogical resource motivates the authorship of content in digital environments and allows the development of digital literacy through language in practices.

References


ARAÚJO, J. Reelaboração de gêneros em redes sociais. In ARAÚJO, J; LEFFA, V.(Orgs.) Redes sociais e ensino de línguas: o que temos que aprender. São Paulo: Parábola Editorial, 2016, pp. 49-63.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BAZERMAN, C. Gênero, Agência e escrita. São Paulo: Cortez, 2006.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

CELANI, M. A. A. Concepções de Linguagem de Professores de Inglês e suas práticas em sala de aula. In: CELANI. Maria Antonieta Alba (Org.) Reflexões e Ações (Trans)Formadoras no ensino-aprendizagem de Inglês. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

DIONISIO, A. P. Gêneros Textuais e Multimodalidade. In:KARWOSKI, A. M.; GAYDECZKA, B.; BRITO, K. S. (Org.). Gêneros textuais: reflexões e ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2011.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

MARTINELLI, S. R. O Projeto Scratch Brasil: uma iniciativa em prol da Informática Educativa.142 f. TCC (Graduação em Ciência da Computação) - Instituto Itapetiningano de Ensino Superior. 2014.

MARTINS, A. R. Q. Usando o Scratch para potencializar o pensamento criativo em crianças do Ensino Fundamental. 114 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo. 2012.

MATTAR, M. F. A Construção do processo de leitura do gênero tiras em quadrinhos em língua inglesa no 7º ano do ensino fundamental. 190 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Acre, 2010.

NASCIMENTO, F. G. M do N; COSTA, T. do R. C. O Uso do Scratch no Ensino de Química: uma Possibilidade para o ensino de nomenclatura de hidrocarbonetos. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, V 4, Suplemento IV, 2017.

NEVES, M. H. M. Ensino de língua e vivência de linguagem: temas em confronto. São Paulo: Contexto, 2010.

PRENSKY, M. Digital Natives, Digital Immigrants. On the Horizon, MCB University Press, vol. 9, nº. 5, 2001.

ROJO, R. Gêneros do discurso e gêneros textuais: questões teóricas e aplicadas. In: MEURER, José Luiz; BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée. (Orgs.). Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

SCRACTH BRASIL. Você conhece o Scracth? Disponível em: http://www.scratchbrasil.net.br/index.php/sobre-o-scratch.html Acesso em: 27 jan. 2017.

SZUNDY, P. T.C. Modelização didática de gêneros e a formação do futuro professor de língua inglesa: implicações no processo de construção do conhecimento. Letras, Santa Maria, v. 20, n. 40, p. 217-237, jan./jun. 2010.

SZUNDY, P. T.C.; CRISTOVÃO, V. L. L. Projetos de formação pré-serviço do professor de língua inglesa: sequências didáticas como instrumento no ensino-aprendizagem. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 8, n. 1, p. 115-137, 2008.

UCHÔA, J. M. S. O gênero podcast educacional no ensino de compreensão oral de inglês como língua estrangeira. In: V ECLAE, 2011, Natal. Anais do V Encontro das Ciências da Linguagem Aplicadas ao Ensino: ECLAE: 12 a 15 de outubro de 2011. Natal: RN/BSE-CCHLA, 2011. v. 01.

UCHÔA, J. M. S. O gênero Podcast educacional: descrição do conteúdo temático, estilo e construção composicional. 2010. 111 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Acre, Rio Branco, 2010.

VIAN JR., O. A educação linguística do professor de inglês. In: SZUNDY, Paula Tatiane C.; ARAÚJO, Júlio César; NICOLAIDES, Christine S.; SILVA, Kleber Aparecido (Orgs.). Linguística aplicada e sociedade: ensino e aprendizagem de línguas no contexto brasileiro. Campinas: Pontes, 2011, p. 61-75.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v11.n4.554-563



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ