LEARNING BY MEANS OF PLATFORMS: HOW TEACHERS VIEW THE USE OF PEDAGOGICAL APPLICATIONS

Cleonice José de Souza, Luciane Guimarães Batistella Bianchini

Abstract


Applications available in learning platforms, when they are integrated into the teaching process, may help further propositions which foster learning as well as bring up confrontations and challenges. Thus, how has the integration of applications been viewed by teachers? This qualitative research analyzed applications of a platform used by a private school and checked how 10 teachers viewed them after integrating them into the teaching-learning process. To collect the pertinent data one used a questionnaire with four open questions and the analysis of the platform at issue, which presents innovating applications and is flexible enough to be adapted to the contents and specificities of students' groups. Teachers were in favor of the applications viewed as support for the teaching-learning process, but pointed out the need of a more specific background. One managed to conclude that the resources by themselves only do not meet the needs of a complex process such as the challenge of teaching and learning.

References


Adell, J. (2004). Internet en el aula: las WebQuest. Edutec. Revista electrónica de tecnología educativa, (17), a036-a036.

Almeida, M. E. B. (2003). Educação a distância na internet: abordagens e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Educação e pesquisa, 29(2), 327-340.

Carvalho, R. J. O., & Ramos, A. (2015, May). Flipped classroom: centrar a aprendizagem no aluno recorrendo a ferramentas cognitivas. In IX Conferência Internacional de TIC na Educação-Challenges 2015: Meio Século de TIC na Educação, Half a Century of ICT in Education (pp. 369-381). Universidade do Minho. Centro de Competência TIC (CCTIC UM).

Correia, R. L., & dos Santos, J. G. (2013). A importância da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na Educação a Distância (EAD) do Ensino Superior (IES). Revista Aprendizagem em EAD, 2(1).

De Bona, A. S. (2010). Portfólio de Matemática: um instrumento de análise do processo de aprendizagem.

Dias A. (2015) Afetividade e a construção de conhecimento na virtualidade: sentimentos de alunos do ensino médio na resolução de desafios da webquest. Dissertação (Mestrado em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias).

Dodge, B. (1995). WebQuests: A technique for internet-based learning. Distance educator, 1(2), 10-13.

Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. (2009). Métodos de pesquisa. Plageder.

Jardim Meira, C., & Fonseca, M. M. A. (2018). O uso das tecnologias de comunicação e informação na alfabetização de alunos do primeiro ano do ensino fundamental. Atlante Cuadernos de Educación y Desarrollo, (octubre).

Kenski, V. M. (2007). Educação e tecnologias. Papirus editora.

Maio, V. M. G. D. (2011). Plataformas de gestão de aprendizagem e inovação educativa: contextos e práticas de colaboração.

Masetto, M. T. (2000). Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. MORAN, JM; MASETTO, MT e BEHRENS, MA Novas tecnologias e mediação pedagógica. 14ª ed. Campinas: Papirus.

Mercado, L. P. L. (2009). Integração de mídias nos espaços de aprendizagem. Em Aberto, 21(79).

Moraes, M. C. (2002). Educação a distância: fundamentos e práticas. Campinas: Unicamp/Nied.

Moran, J. M. (2012). Tablets e netbooks na educação. Acedido em Fevereiro, 2, 2013.

Moran, J. M. (2000). Novas tecnologias e mediação pedagógica. Papirus Editora.

Moran, J. M. (2018). Avaliação das mudanças que as tecnologias estão provocando na educação presencial e a distância. Revista Educação e Cultura Contemporânea, 2(4), 89-108.

Rocha, C. C. (2007) Aprendizagem e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artes Médicas.

Serres, M. (2013). Polegarzinha. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Silva, M. (2003). Criar e professorar um curso online: relato de experiência. Educação Online: teorias, práticas, legislação, formação corporativa, 51-73.

Souza, C. J. De Bianchini, L. G. B. ( 2016). Plataformas para aprendizagem em sala de aula: sentidos e sentimentos construídos pelos professores. In: Congresso Internacional Schoenstatt de Educação. Londrina. Anais....

Tarouco, L. M. R., Roland, L. C., Fabre, M. C. J. M., & Konrath, M. L. P. (2004). Jogos educacionais. RENOTE: revista novas tecnologias na educação [recurso eletrônico]. Porto Alegre, RS.

Tori. (2010). Educação sem distância: as tecnologias interativas. São Paulo: Senac.

Vázquez-Cano, E., & Calvo-Gutiérrez, E. (2015). Adolescentes y cibermedios: Una didáctica basada en aplicaciones periodísticas para smartphones. Estudios pedagógicos (Valdivia), 41(2), 255-270.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v12.n1.63-71



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ