INTERNSHIP OF TEACHING IN CHEMISTRY: PROPOSITION OF PROBLEM- SITUATIONS INVOLVING INORGANIC CHEMISTRY

Carlos Ventura Fonseca, Cleiton Leandro Zimmermann Pereira

Abstract


This paper describes and problematizes the pedagogical practices developed by a trainee in initial formation with three first grade high school classes in a public school in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, in the second semester of 2017. This is a qualitative exploratory study based on documentary sources (the report produced at the end of this formative period). In this article, the focus is on classroom activities that have as a reference the methodological approach called problem-based learning, as well as the assessment and self-assessment activities that were proposed by the teacher and performed by high school students. The teacher information centrally addressed some conceptual content related to Inorganic Chemistry with the adoption of the theme "pollution" as a way to try to connect the discussions held with the students' daily life. The systematized results which were discussed in this article indicate that important elements of learning about the teaching work were constituted favoring the effective development of the intern that was investigated. The latter was able to take a safe position on his work which includes, especially, evaluation processes that unveiled factors concerning student learning and the methodological choices adopted in the process.

References


ANTUNES, M.; ADAMATTI, D. S. ; PACHECO, M. A. R. ; GIOVANELA, M. pH do Solo: Determinação com Indicadores Ácido-Base no Ensino Médio. Química Nova na Escola, n. 21, mai., 2005.

BATINGA, V. T. S.; TEIXEIRA, F. M. O que pensam os professores de química do Ensino Médio sobre o conceito de problema e exercício. In: VII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2009, Florianópolis. Atas do VII ENPEC. Florianópolis: ABRAPEC, 2009. Disponível em . Acesso em: 12 jun. 2018.

BENTLIN, F.R.S. Resolução de problemas como prática de ensino de funções inorgânicas para alunos de EJA. Trabalho de Conclusão de Curso – Graduação em Licenciatura em Química. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2010. Disponível em: < http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/28591> acesso 05 de outubro 2017.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Orientações curriculares para o ensino médio: Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Volume 2. Brasília: MEC/SEB, 2008.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Guia de livros didáticos: PNLD 2015: química: ensino médio. Brasília: MEC/SEB, 2014.

CARDOSO, A. A. ; FRANCO, A. Algumas Reações do Enxofre de Importância Ambiental. Química Nova na Escola. v.31, n.4, nov., 2009.

ESTEBAN, M. P. S. Pesquisa qualitativa em educação: fundamentos e tradições. Porto Alegre: AMGH, 2010. 288 p.

FERNANDES, L. dos S.; CAMPOS, A. F. Tendências de pesquisa sobre a resolução de problemas em Química. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 16, p. 458-482, 2017.

FONSECA, C. V. A formação de professores de química em instituições de ensino superior do Rio Grande do Sul: saberes, práticas e currículos. Tese de Doutorado, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014a.

FONSECA, C. V. Representações sociais no ensino de química: perspectivas dos estudantes sobre poluição da água. Experiências em Ensino de Ciências, v.9, n.3, p.26-43, 2014b.

FONSECA, C. V.; SANTOS, F. M. T. O curso de licenciatura em química da UFRGS: estudo da estrutura curricular e de aspectos constitutivos da formação docente. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 8, n. 3, p. 81-111, nov. 2015.

FREITAS, A.P. ; BATINGA, V. T. S. Tendências de pesquisa sobre a Resolução de Problemas em Química no Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. In: X Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Águas de Lindoia, Anais, 2015.

GEPEQ (GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO QUÍMICA), Instituto de Química, USP. Experiências Sobre Solos. Química Nova na Escola. v.8, nov., 1998.

GOI, M.E.J. A construção do conhecimento químico por estratégias de resolução de problemas. Dissertação de Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática. Universidade Luterana do Brasil, 2004.

GUBA, E. G.; LINCOLN, Y. S. Effective Evaluation. San Francisco: Jossey Bass, 1981.

LEITE, L. ; AFONSO, A. Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas. Características, organização e supervisão. Boletín das Ciencias,v.16, n.48, p. 253-260, 2001.

LEMOS, P.S.; SÁ, L.P. A avaliação da aprendizagem na concepção de professores de química do Ensino Médio. Revista Ensaio, v. 15, n. 3, p.53-71, 2013.

LOPES, A. S.; SILVA, M. de C.; GUILHERME, L. R. G. Acidez do Solo e Calagem. 3. ed. Associação Nacional para Difusão de Adubos: São Paulo, 1990.

LÃœDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MAIA, D. J.; GAZOTTI, W. A.; CANELA, M. C.; SIQUEIRA, A. E. Chuva Ácida: Um Experimento para Introduzir Conceitos de Equilíbrio Químico e Acidez no Ensino Médio. Química Nova na Escola, n. 21, mai., 2005.

MOZETO, A. A. Química atmosférica: a química sobre nossas cabeças. Cadernos Temáticos de Química Nova na Escola, ed. especial, mai., 2001.

POZO, J. I (Org.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed, 1998.

POZO, J.I. ; CRESPO, M. A. G. A Solução de Problemas nas Ciências da Natureza. In: A Solução de Problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Tradução Beatriz Neves. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

POZO, J.I. ; CRESPO, M. A. G. A Aprendizagem e o Ensino de Ciências: do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. 5 Ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

SÁ, L. P.; FRANCISCO, C. A.; QUEIROZ, S. L. Estudos de caso em química. Química Nova, v. 30, n. 3, p. 731-739, mar. 2007.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Planejamento: Projeto de Ensino-Aprendizagem e Projeto Político-Pedagógico. São Paulo: Libertad, 2008.

VILLEGAS, A. M.; LUCAS, T. Preparing culturally responsive teachers: Rethinking the curriculum. Jornal of Teacher Education, v.53, n.1, p.20-32, 2002.

ZEICHNER, K. M. A Formação de Professores para a justiça social em tempos de incerteza e desigualdades crescentes. In: DINIZ-PEREIRA, J. E.; ZEICHNER, K. M. A. (orgs.). Justiça Social – Desafio para a Formação de Professores. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. 168 p.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v12.n4.362-372



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ