SCHOOL AND FAMILY: REFLECTIONS ON A NECESSARY AND TIMELESS RELATIONSHIP

Elsa Maria Gabriel Morgado, João Bartolomeu Rodrigues, Levi Leonido Fernandes da Silva

Abstract


The school and the family abundantly cross the central objectives and plans of their action and intervention in the educational community. This relationship more than necessary is now reportedly timeless, not only regarding the involvement of both within but also when it comes to the adoption of measures and strategies arising from the reality observed in a process always complex that is the act of educating someone. This article aims to show that the family assumes a previous preparation, continuous and complementary to school, while the school is assumed as the place where, par excellence, reinforce and complement knowledge, attitudes, values, and skills. The union of efforts and inter-institutional relationship strengthens and does not affect the identity of each of these deeply related partners. Therefore, with the framework, it is intended to finally reflect on the way to go for full involvement and desirable between the pairs.

References


ARIÉS, P. (1973). L’Enfant et la Vie Familiale sous L’Ancien Régime. Paris: Éditions du Seuil.

BELTRÃO, P. C. (1989). Sociologia della famiglia contemporânea. Roma: PUG.

BHERING, E., & DE NEZ, T. B. (2002). Envolvimento de pais em creches: possibilidades e dificuldades de parceria. Psicologia: Teoria e Pesquisa, São Paulo, 18 (1), 63-73.

BORSA, J. C., PETRUCCI, G. W., & KOLLER, S. H. (2015). A participação dos pais nas pesquisas sobre o bullying escolar. Psicol. Esc. Educ. 19(1), 41-48.

CAEIRO, T. (2005). Abertura. Seminário Educação e Família. Lisboa: Conselho Nacional de Educação.

CHRISTOVAM, A. C. C., & CIA, F. (2016). Comportamentos de pais e professores para promoção da relação família e escola de pré-escolares incluídos. Revista Educação Especial, 29 (54), 133-146.

CIA, F., D’AFFONSECA, S.M., & BARHAM, E. J. (2004). A relação entre o envolvimento paterno e desempenho o acadêmico dos filhos. Paideia, Ribeirão Preto, 14 (29), 277-286.

CIA, F., PAMPLIN, R. C. O., & DEL PRETTE, Z. A. P. (2006). Comunicação e participação pais-filhos: Correlação com habilidades sociais e problemas de comportamento dos filhos. Paidéia, Ribeirão Preto, 6 (35), 395-406.

CIA, F., PAMPLIN, R. C. O., & WILLIAMS, L. C. A. (2008). O impacto do envolvimento parental no desempenho acadêmico de crianças escolares. Psicologia em Estudo, Maringá, 13 (2), 351-360.

COLL, C., MARCHESI, A., & PALACIOS, J. (2004). Desenvolvimento psicológico e educação: transtornos de desenvolvimento e necessidades educativas especiais. Porto Alegre: Artmed.

DAVIES, D. (1994). Parcerias Pais-Comunidade-Escola: Três Mensagens para Professores e Decisores Políticos. Inovação, 7 (3), 377-389. Lisboa, IIE, Ministério da Educação.

DAVIES, D. (2002). The Tenth School Revisited: Are School/Family/Community Partnerships on the Reform Agenda Now?. Phi Delta Kappan, 83(5), 388-392.

DAVIES, D. (Dir.). (1989). As escolas e as famílias em Portugal: Realidade e perspectivas. Lisboa: Livros Horizonte.

DAVIES, D., MARQUES R., & Silva P. (1997). Os professores e as famílias – a colaboração possível. Lisboa: Livros Horizonte.

DECRETO-LEI N.º 270/98 de 1 de setembro. Diário da República n.º 201-I Série A. Ministério da Educação. Lisboa.

DECRETO-LEI N.º 735-A/74 de 21 de dezembro. Diário da República n.º 297-I Série A. Ministério da Educação e Cultura. Lisboa.

DEL PRETTE, Z. A. R., & DEL PRETTE, A. (2005). Psicologia das habilidades sociais na infância: teoria e prática. (4.ª ed.). Petrópolis: Vozes.

DESSEN, M. A., & COSTA, A. L. (2005). A ciência do desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed.

DESSEN, M. A., & POLONIA, A. C. (2007). A Família e a Escola como contextos de desenvolvimento humano. Paidéia, 17 (36), 21-32.

DI GIORGIO, P. (1982). A criança e as suas instituições: a família – a escola. Lisboa: Livros Horizonte.

DIAS, M. O. (2000). A família numa sociedade em mudança: problemas e influências recíprocas. Gestão e Desenvolvimento, 9, 81-102.

DIOGO, J. (1998). Parceria Escola-Família. A Caminho de uma Educação Participada. Porto Editora.

DUNST, C. J., LEET, H., & TRIVETTE, C. M. (1988). Family resources, personal well-being, and early intervention. Journal of Special Education, 22, 108-116.

DUNST, C. J., TRIVETTE, C. M., & CROSS, A. (1986). Mediating influences of social support: Personal, family, and child outcomes. American Journal of Mental Deficiency, 90, 403-417.

DUNST, C. J., TRIVETTE, C. M., HAMBY, D., & POLLOCK, B. (1990). Family systems correlates of the behavior of young children with handicaps. Journal of Early Intervention, 14, 204-218.

DUNST, C. L. (2000). Apoiar e Capacitar as Famílias em Intervenção Precoce: O que Aprendemos?. In L. M. Correia, & Serrano, A. M., (Orgs.), Envolvimento Parental em Intervenção Precoce – Das Práticas Centradas na Criança à s Práticas Centradas na Família (pp. 78-92). Porto: Porto Editora.

EPSTEIN, J. (1987). Toward a theory of family-school connections: teacher practices and parent involvement. In K. Hurrelmann, F. kaufmann, & F. Losel (Eds.), Social Intervention: Potential and Constraints. New York/Berlin: Aldin/ de Gruyter

EPSTEIN, J. L. (1991). Effects on student achievement of teachers’ practices of parental involvement. Advances in Reading/Language Research, 5, 261-276.

EPSTEIN, J. L. (1995). School/family/community partnerships: Caring for the children we share. Phi Delta Kappan, 76 (9), 701-712.

EPSTEIN, J. L. (2001). School, Family and Community Partnerships. United States of America: Westview Press

FERRONI, G. M., & CIA, F. (2014). Estado da arte em revistas educacionais sobre estudos feitos com famílias de crianças com necessidades educacionais especiais no período de 2002 a 2011. Revista Educação Especial, 27 (48), 201-218.

GOMIDE, P. I. C. (2004). Pais presentes pais ausentes: Regras e limites, 10.ª ed. Petrópolis: Vozes.

GONZÁLEZ FONTÃO, M. P. (1996). Factores escolares que determinan el rendimento de los estudantes: reflexiones teórico-empíricas. Innovación Educativa, 6, 25-34.

GONZÁLEZ FONTÃO, M. P. (2000). Modalidades de Trabalho com Pais na Pré-Escola. Em L. M. CORREIA, & SERRANO, A. M., (Orgs.), Envolvimento Parental em Intervenção Precoce – Das Práticas Centradas na Criança à s Práticas Centradas na Família (pp. 165-190). Porto: Porto Editora.

GUALDA, D. S., BORGES, L., & CIA, F. (2013). Famílias de Crianças com necessidades Educacionais especiais: recursos e necessidades de apoio. Revista Educação Especial, 26 (46), 307-330.

HADDAD, L. (1987). A Relação Creche - Família: relato de uma experiência. Cadernos de Pesquisa, 60, 70-78.

HANSEN, H. S. (1985). The Teaching of Economics: The Economics of Early Childhood Education in Minnesota. The Journal of Economic Education, 16 (3), 219-240.

LEI N.º 46/86, de 14 de outubro. Diário da República n.º 237 – I Série A. Assembleia da Republica. Lisboa.

LEI N.º 24/99 de 22 de abril. Diário da República n.º 94-I Série A. Assembleia da Republica. Lisboa.

LEI N.º 51/2012, de 5 de setembro. Diário da República n.º 172 – I Série. Assembleia da República. Lisboa.

LIMA, L. (1988). Modelos de Organização da Escola Básica e Secundária. Para uma Direcção Democrática e uma Gestão Profissional. Em Comissão de Reforma do Sistema Educativo, Ministério da Educação. A Gestão do Sistema Escolar. Relatório de Seminário (pp. 149-195). Lisboa, Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação.

LIMA, L. (1998). A Escola como Organização e a Participação na Organização Escolar. Braga: IEP/CEEP.

MARQUEs, R. (1992). Colaboração Escola-Família: Um Conceito para Melhorar a Educação. Ler Educação, n.º 8, Maio/Agosto.

MARQUES, R. (1993). A escola e os pais- Como colaborar? Lisboa: Texto Editora.

MONTANDON, C. (1994). Les relations parents-enseignants dans l’école primaire: de quelques causes d’incompréhension mutuelle. Em Durning, P., & Pourtois, J. P., (Orgs.), Éducation et famille (pp. 189-205). Bruxelas: De Boeck.

MONTANDON, C., & PERRENOUD, P. (1987). Entre pais e professores, um diálogo impossível? Oeiras: Celta.

MORGADO, E. M. G. (2014). O Universo da Supervisão: Uma Abordagem Inclusiva nos Domínios da Habilitação para a Docência e da Inserção Profissional. Tese (Doutoramento em Ciências da Educação) - UTAD, Vila Real.

NOGUEIRA, C. M. M., & NOGUEIRA M. A. (2002). A sociologia da educação de Pierre Bourdieu: limites e contribuições. Revista Educação e Sociedade, 23 (78), 15-35.

NOGUEIRA, M. O. (2012). Relação família-escola transmutada: da aderência aos papéis e à experiência social. Revista de Educação PUC-Campinas, 17(1), 113-123.

OVERSTREET, S., DEVINE, J., BEVANS, K., & EFREOM, Y. (2005). Predicting parental involvement in children's schooling within an economically disadvantaged African American sample. Psychol. Schs., 42, 101–111.

RIBEIRO, D. F., & ANDRADE, A. S. (2006). A Assimetria na Relação entre Família e Escola Pública. Paidéia, Ribeirão Preto, 16 (35), 385-394.

SÁ, V. (2004). A participação dos Pais na Escola Pública Portuguesa – Universidade do Minho – IEP.

SARACENO, C. (1997). Sociologia da Família. Lisboa: Editorial Estampa.

SARAIVA, L. A., & WAGNER, A. (2013). A Relação Família-Escola sob a ótica de Professores e Pais de crianças que frequentam o Ensino Fundamental. Ensaio: aval. pol. públ. Educ. 21 (81), 739-772.

SILVA, P. (2003). Escola – Família, uma relação armadilhada – Interculturalidade e relações de poder. Porto: Ed. Afrontamento.

SMITH, B. (1998). Effects Of Home-School Collaboration And Different Forms Of Parent Involvement On Reading Achievement. Tese (Doutorado em educação) - Faculty of the Virginia Polytechnic Institute and State University. Virginia. Richmond.

SOUSA, L. (1998). Crianças (Con)Fundidas entre a Escola e a Família – Uma Perspetiva Sistémica para Alunos com Necessidades Educativas Especiais. Porto: Porto Editora.

STOER, S., & SILVA, P. (Orgs.) (2005). Escola - Família. Uma Relação em processo de reconfiguração. Porto: Porto Editora.

VILLAS-BOAS, M. (2001). Escola e família: Uma relação produtiva de aprendizagem em sociedades multiculturais. Lisboa: Escola Superior João de Deus.

WEBER, L. (2008). Família e desenvolvimento: visões interdisciplinares. Curitiba: Juruá




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v13.n1.57-65



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ