INITIAL AND CONTINUOUS TRAINING FOR TEACHERS: BETWEEN SPEECH AND PRACTICE

Jane do Carmo Machado, Maria Celi Chaves Vasconcelos, Nuno Ricardo de Oliveira

Abstract


This paper focuses the discussion on treatment given by recent researches to initial and continuous teachers training policies, analyzing how these policies articulate speech and practice from the perspective of improving working conditions and professional development of teachers in order to ensure permanent struggles and achievements in teaching career. The study privileged a qualitative methodology and data interpretation is made from theoretical assumptions based on Jenny Ozga studies of educational policies and Bernadette Gatti and Marli André researches on teacher training. The results indicate the need to break weaknesses and address challenges faced by teachers in their training and work, as well as present the potential to such training and work when considering the introdution / implementation of those educational policies.

References


ANDRÉ, M; SIMÕES, R. H.S., CARVALHO, J. M; BRZEZINSKI, I. Estado da arte da formação de professores no Brasil. Educ. Soc., 20 (68), 301-309, dez. 1999, ISSN 0101-7330.

ANDRÉ, M. Políticas de formação continuada e de inserção à docência no Brasil. Educação Unisinos, volume 19, número 1, janeiro/abril 2015a, p. 34-44. Doi: 10.4013/edu.2015.191.03.

____________. Políticas de valorização do trabalho docente no Brasil: algumas questões. Ensaio: aval. pol. públ. educ., 23 (86), 213-230, fev. 2015b. ISSN 0104-4036.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil (1996). Disponível em: . Acesso em 21 nov. 2015.

______. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Câmara dos Deputados. Disponível em: . Acesso em 15 dez. 2015.

______. Relatório anual de 2015. Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, cumprindo o que determina a Lei de Responsabilidade Educacional, 2015.

______. Resolução CNE/CP n. 2, de 1º de julho de 2015. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Diário Oficial da União, Brasília, 2 de julho de 2015 – Seção 1 – 2015, p. 8-12. Disponível em: . Acesso em 08 de jun. 2016.

COMISSÃO EUROPEIA. EUROPA 2020: Estratégia para um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo. 2010. Disponível em: . Acesso em 9 de out. 2016.

DAY, Christopher. Desenvolvimento Profissional de professores: Os desafios da aprendizagem permanente. Porto, Portugal: Porto Editora, 2001 – Colecção Currículo, Políticas e Práticas.

DOURADO, L. F. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial e continuada dos profissionais do magistério da educação básica: concepções e desafios. Campinas, SP: Revista Educação e Sociedade. 36 (131), 299-324, abr.-jun., 2015. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/es/v36n131/1678-4626-es-36-131-00299.pdf>. Acesso em 15 de dez. 2015.

GATTI, B. A. A prática pedagógica como núcleo do processo de formação de professores. In: Bernadete Angelina Gatti; Celestino Alves da Silva Junior; Maria Dalva Silva Pagotto; Maria da Graça Nicoletti (Eds.). Por uma política nacional de formação de professores. São Paulo. Editora Unesp, 2013, p. 95-106.

GIROUX, H. A. Os Professores como intelectuais: Rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

MACHADO, J. C. O discurso de professores: uma contribuição para a formação continuada e em serviço de professores. Trabalho de conclusão de estudos de Tópicos especiais em LSC - subjetividade e cultura: leituras de Bakhtin do Curso de Doutorado em Educação da Universidade Federal Fluminense. Niterói, RJ: PPGEUFF, 2012.

_______________. Ateliê de formação continuada e em serviço de professores: desafios e possibilidades. 2015. 272f. Tese (Curso de Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, 2015a.

________________. Os ateliês de formação na escola: uma articulação com o trabalho docente. In Anais do XII Congresso Nacional de Educação - Educere. Formação de Professores, complexidade e trabalho docente, Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná. 2015b, p. 34714-34727, ISSN 2176-1396.

________________; OLIVEIRA, N. R; VASCONCELOS, M. C. C. Investigação Qualitativa em Educação: Pesquisa Exploratória de Políticas para a Formação de Professores e Redes de Aprendizagem. In Atas do 5º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa. Porto, Portugal, 2016, p. 156-165, ISBN: 978-972-8914-58-5.

OLIVEIRA, N. R. A web 2.0 na formação docente. Livro de atas Trabalho Docente e Formação: Políticas, práticas e investigação: pontes para a mudança, 2013, p. 1291-1303. ISBN: 978-989-8471-13-0.

_____________. Literacia digital através de projetos com recurso à s TIC. In C. Ferreira; J. A. Diniz (Eds.), Livro de Resumos do VIII Semine (Exclusão Digital), 2014, p.29-30. Disponível em: . Acesso em 20 de set de 2015.

OZGA, J. Investigação sobre políticas educacionais. Portugal: Porto Editora, 2000.

PACHECO, J. A; MORAES, M. C. M; EVANGELISTA, O. Políticas educacionais nos anos 90: a formação de professores no Brasil e em Portugal. Educar, Curitiba, n.18. Editora da UFPR, 2001, p. 185-199.

PETRÓPOLIS. Lei n. 6.870/2011 do Plano de Carreira e Remuneração dos Profissionais da Educação Pública Municipal de Petrópolis, RJ, Brasil. Diário oficial n. 3792, publicado em 04 de agosto 2011. Disponível em: . Acesso em 13 nov. 2015.

RIO DE JANEIRO. Lei n. 5.597, de 18 de dezembro de 2009. Institui o Plano Estadual de Educação – PEE-RJ, e dá outras providências. Diário Oficial [do] Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 19 dez. 2009. Disponível em: . Acesso em 10 de out 2014.

RIO DE JANEIRO. Lei n. 5.451, de 22 de maio de 2009. Estabelece normas voltadas para a Lei de Responsabilidade Educacional do Estado do Rio de Janeiro. Diário Oficial [do] Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 25 mai. 2009. Disponível em:

RIO DE JANEIRO. Decreto Estadual n. 45.692, de 17 de junho de 2016. Decreta estado de calamidade pública, no âmbito da administração financeira do Estado do Rio de Janeiro, e dá outras providências. Diário Oficial [do] Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 17 jun. 2016. Disponível em: . Acesso em 8 de ago de 2016.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação v. 14 n. 40 jan./abr. 2009, p. 143-155..

VALLE, B. de B. R. do; MENEZES, J. S. da S.; VASCONCELOS, M. C. C. Plano Estadual de Educação do Rio de Janeiro: a trajetória de uma legislação. Rio de Janeiro: Quartet: Outras Letras, 2010.




DOI: https://doi.org/10.14571/cets.v10.n1.13-27



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ