Reflections on ethical aspects of research in human and social sciences in Brazil

Allan Junior Silva Rodrigues, Alan Martins de Oliveira, Jacqueline Cunha de Vasconcelos Martins, Edson Vicente da Silva

Abstract


Ethics review committees are getting more and more careful when it comes to the approval and authorization of projects in social and human sciences researches. This article aims to promote a theoretical discussion regarding ethical aspects of the researches in social and human sciences in Brazil, considering the prerogatives of the National Research Ethics Committee’s (CONEP/CNS/MS) resolutions nº 466/2012 and n° 510/2016, using bibliographic research as a methodological procedure. Although these prerogatives are considered to be applicable to any knowledge field, the normatives do not encompass the specific methodological demands of social and human sciences. Thus, it is necessary to review the research ethics criteria, considering the particularities of the different knowledge fields as well as a review of the criteria used to compose the ethics committees, which must be formed by peers of related areas, preferably in a democratic and interdisciplinary perspective. The challenge is to broaden and democratize the debate, involving teaching and research institutions and government regulatory agencies, always understanding ethics as a guide to the scientific doing.

References


AMORIM. A. C. R.; FERRAÇO, C. E.; CARVALHO, I. C. M.; MAINARDES, J.; NUNES, J. B. C. Ética e pesquisa em Educação: documento introdutório. In: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Ética e pesquisa em Educação: subsídios. Rio de Janeiro: ANPEd, 2019.

ARAÚJO, L. Z. S. de. Aspectos éticos da pesquisa científica. Pesquisa Odontológica Brasileira, São Paulo, v. 17, supl. 1, pág. 57-63, maio/2003. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-74912003000500009.

BAIN, L. E.; EBUENYI, I. D.; EKUKWE, N. C.; AWAH, P. K. Rethinking research ethics committees in low - and medium - income countries. Research Ethics, 2018, v. 14, n. 1, p. 1–7. https://doi.org/10.1177/1747016117692026

BOFF, L. Saber cuidar: ética do humano – compaixão pela Terra. 17. Ed. Petrópolis-RJ: Vozes, 2011.

______. Ética e espiritualidade: como cuidar da casa comum. Petrópolis-RJ: Vozes, 2017.

BORGES, J. L.; DELL'AGLIO, D. D. Desafios éticos na pesquisa com adolescentes: implicações da exigência do consentimento parental. Revista da SPAGESP, Ribeirão Preto, v. 18, n. 2, p. 43-57, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Plataforma Brasil. 2021. Disponível em https://plataformabrasil.saude.gov.br/. Acesso em 26 jan. 2021.

______. Ministério da Saúde. Resolução nº 196, de 10 de outubro de 1996. Aprova as seguintes diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília-DF: Diário Oficial da União. CNS/MS, Diário Oficial da União, 2016. Disponível em http://www.aids.gov.br/system/tdf/legislacao/1996/resolucoes/resolu_o_196_96_cns_26201.pdf?file=1&type=node&id=51388&force=1. Acesso em 12 jan. 2021.

______. Ministério da Saúde. Resolução nº 466 de 12 dezembro de 2012. Aprova as seguintes diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília-DF: Diário Oficial da União. CNS/MS/CONEP, 2012. v. 12, 59p. Diário Oficial da União, 2016. Disponível em https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html. Acesso em 12 jan. 2021.

______. Ministério da Saúde. Resolução no 510, de 07 de abril de 2016. Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em ciências humanas e sociais cujos procedimentos metodológicos envolvam a utilização de dados diretamente obtidos com os participantes ou de informações identificáveis ou que possam acarretar riscos maiores do que os existentes na vida cotidiana. Brasília-DF: CNS/MS/CONEP, 2016, n. 98, p. 44–46. Diário Oficial da União, 2016. Disponível em https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2016/res0510_07_04_2016.html. Acesso em 12 jan. 2021.

BROWN, C.; SPIRO, J.; QUINTON, S. The role of research ethics committees: Friend or foe in educational research? Anexploratory study. Oxford Brookes University: British Educational Research Journal, 2020, v. 46, N. 4, p. 747–769. DOI: https://doi.org/10.1002/berj.3654UK.

CAMPOS, R. H. F. A pesquisa em ciências humanas, ciências sociais e educação: questões éticas suscitadas pela regulamentação brasileira. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 46, e217224, 2020. Epub Jan-2020. https://doi.org/10.1590/s1678-4634202046217224.

CASTILHO, E. A.; KALIL, J. Ética e pesquisa médica: Princípios, diretrizes e regulamentações. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 38, n. 4, p. 344–347, 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822005000400013.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. 14. ed. São Paulo-SP: Editora Ática, 2019.

COSAC, D. C. S. Autonomia, consentimento e vulnerabilidade do participante de pesquisa clínica. Revista Bioética, Brasília, v. 25, n. 1, p. 19-29, abr. 2017. https://doi.org/10.1590/1983-80422017251162

COSTA, V. H. L. B; LANDIM, I. C.; BORSA, J. C. Aspectos éticos das pesquisas em psicologia: vulnerabilidade versus proteção. Revista da SPAGESP, Ribeirão Preto, v. 18, n. 2, p. 16-26, 2017.

DINIZ, D.; GUERRIERO, I. C. Z. Ética na pesquisa social: desafios ao modelo biomédico. RECIIS – Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde. Rio de Janeiro, v.2, Sup. 1, p.Sup.78-Sup.90, 2008. https://doi.org/10.3395/reciis.v2i0.869

DOYLE, E.; BUCKLEY, P. Embracing qualitative research: a visual model for nuanced research ethics oversight. Qualitative Research, Cardiff University, UK: 2017, v. 17, n. 1, p. 95–117. https://doi.org/10.1177/1468794116661230

DUARTE, L. F. D. A ética em pesquisa nas ciências humanas e o imperialismo bioético no Brasil. Revista Brasileira de Sociologia. v.3., n. 5, 2015. http://dx.doi.org/10.20336/rbs.90.

______. Cronologia da luta pela regulação específica para as ciências humanas e sociais da avaliação da ética em pesquisa no Brasil. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 12, n. 1, p. 267-286, jan./abr. 2017. http://dx.doi.org/10.5212/PraxEduc.v.12i1.0015.

DURKHEIM, É. Ética e Sociologia da Moral. São Paulo: Martin Claret, 2016.

FARE, M. D. L.; CARVALHO, I. C. DE M.; PEREIRA, M. V. Ética e pesquisa em educação: entre a regulação e a potencialidade reflexiva da formação. Educação, v. 40, n. 2, p. 192-202, 30 ago. 2017. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2017.2.27603

FONSECA, C. Situando os comitês de ética em pesquisa: O sistema CEP (Brasil) em perspectiva. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 21, n. 44, p. 333-369, jul./dez. 2015. https://doi.org/10.1590/S0104-71832015000200014.

GUERRIERO, I. C. Z.; MINAYO, M. C. de S. O desafio de revisar aspectos éticos das pesquisas em ciências sociais e humanas: a necessidade de diretrizes específicas. Physis, Rio de Janeiro, v. 23, n. 3, p. 763-782, 2013. . https://doi.org/10.1590/S0103-73312013000300006.

GUERRIERO, I. C. Z. Resolução nº 510 de 7 de abril de 2016 que trata das especificidades éticas das pesquisas nas ciências humanas e sociais e de outras que utilizam metodologias próprias dessas áreas. Ciência & saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 8, p. 2619-2629, ago. 2016. https://doi.org/10.1590/1413-81232015218.17212016.

JUNQUEIRA, C. R. Bioética: conceito, contexto cultural, fundamento e princípios. In: RAMOS, D.L.P. Bioética e ética profissional. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2007, p. 22-34.

OLIVEIRA JUNIOR, E. Q.; OLIVEIRA, E. Q.; OLIVEIRA, P. B. Q. Autonomia da vontade do paciente x autonomia profissional do médico. Revista Brasileira e Latino - Americana de Marcapasso e Arritmia, v. 26, p. 89-97, 2013. Disponível em https://jca.org.br/jca/article/download/2483/2485/. Acesso em Acesso em 01 abr. 2021.

PADILHA, M. I. C. S.; RAMOS, F. R. S.; BORENSTEIN, M. S.; MARTINS, C. R. A responsabilidade do pesquisador ou sobre o que dizemos acerca da ética em pesquisa. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 14, n. 1, p. 96-105, Mar. 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072005000100013.

SARTI, C.; PEREIRA, E. L.; MEINERZ, N. Avanços da Resolução 510/2016 e impasses do sistema CEPs/CONEP. Revista Mundaú, Maceió, n. 2, p. 8-21, 2017. Disponível em: http://www.seer.ufal.br/index.php/revistamundau/article/download/3583/2579. Acesso em 26 jan. 2021.

VÁZQUEZ, A. S. Ética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v14.n3.521-530

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ