CULTURAL IDENTITY, DIVERSITY AND DIFFERENCE: A LOOK AT GENDER AND SEXUALITY IN EDUCATION

Marcos Felipe Gonçalves Maia, Damião Rocha, Idemar Vizolli

Abstract


Deals with cultural identity permeated by diversity and difference in the setting of educational policy in Brazil. The political and religious conservatism is acting to keep the idea of fixed and natural identities, excluding the possibilities of the formation of cultural identity as a fluidic, social and historical. Has the objective to understand gender intersected with sexuality in the area of education as a cultural phenomenon to identity marks, diversity and differences. It is a descriptive and explanatory theoretical study with contribution of the literature research. It concludes that identities are displaced in contemporary times and its fixity occurs in conservative discourse, requiring debates in political education to build respect for differences with attention to character built both "center" and the "margins".

References


ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

ARANHA, Maria; MARTINS, Maria. Filosofando: introdução à filosofia. São Paulo: Moderna, 1993.

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo: fatos e mitos. São Paulo: Difusão europeia do livro, 1970.

BHABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

BOURDIEU, Pierre. A ilusão biográfica. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta (Orgs.). Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: FGV, 1998. p. 183 a 191.

BRITANNICA academic. Cultural studies. Disponível em: < http://academic-eb-britannica.ez6.periodicos.capes.gov.br/EBchecked/topic/1367046/cultural-studies >. Acesso em: 17 maio 2016.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2013.

CANDAU, Vera. Diferenças culturais, cotidiano escolar e práticas pedagógicas. Currículo sem fronteiras, v. 11, n. 2, p. 240-255, jul./dez. 2011.

CAPRA, Fritjof. O tao da física: um paralelo entre a Física Moderna e o Misticismo Oriental. São Paulo: Cultrix, 1975.

____________. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo: Cultrix, 1996.

COLLING, Leandro. A igualdade não faz meu gênero: em defesa das políticas das diferenças para o respeito à diversidade sexual e de gênero no Brasil. Contemporânea, v. 3, n. 2, p. 405-427, jul./dez. 2013.

DUARTE, Rodrigo. Adorno, Horkheimer e a Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

ESCOSTEGUY, Ana Carolina. Estudos culturais: uma introdução. In: SILVA, Tomaz (Org.). O que é, afinal, estudos culturais? Belo Horizonte: Autêntica, 2010. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva. p. 135-166.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988.

FRASER, Nancy. Rethinking recognition. New Left Review, n. 3, p. 107-120, jun. 2000. Disponível em: < https://newleftreview.org/II/3/nancy-fraser-rethinking-recognition >. Acesso em: 18 maio 2016.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

GONÇALVES, Ricardo (Org.). Textos budistas e zen-budistas. São Paulo: Cultrix, 1976.

GUATTARI, Félix; ROLNIK, Suely. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes, 2005.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DPeA, 2006. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro.

HARAWAY, Donna. Gênero para um dicionário marxista. Cadernos Pagu, Campinas, n.22, p. 201-246, 2004.

JOHNSON, Richard.O que é, afinal, estudos culturais? In: SILVA, Tomaz (Org.). O que é, afinal, estudos culturais? Belo Horizonte: Autêntica, 2010. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva. p. 7-132.

LARAIA, Roque. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

LIMA, Telma; MIOTO, Regina. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Rev. Katál., Florianópolis, v. 10, n. esp., p. 37-45, 2007.

LOURO, Guacira. Currículo, gênero e sexualidade: O “normalâ€, o “diferente†e o “excêntricoâ€. In: LOURO, Guacira; FELIPE, Jane; GOELLNER, Silvana. (Orgs.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo em educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013. p. 43-53.

MEAD, Margaret. Sexo e temperamento. São Paulo: Perspectiva, 2011.

MEDEIROS, João. A identidade em questão: notas acerca de uma abordagem complexa. In: DUARTE, Maria; MEDEIROS, João. Mosaico de identidade: interpretações contemporâneas das ciências humanas e a temática da identidade. Curitiba: Juruá, 2004. p. 103-126.

MICHAELIS. Moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 1998.

MISKOLCI, Richard. Teoria queer: um aprendizado pelas diferenças. Belo Horizonte, Autêntica, 2012.

NICHOLSON, Linda. Interpreting gender. Signs, v. 20, n. 1, outono, 1994, p. 79-105. Disponível em: < www.jstor.org/stable/3174928 >. Acesso em 23 jun. 2016.

NIETZSCHE, Friedrich. Humano, demasiado humano. São Paulo: Companhia das letras, 2000.

PRÉ-SOCRÁTICOS: vida e obra. São Paulo: nova cultural, 1996. (Coleção os pensadores).

PROJETO DE LEI DO SENADO 193 de 2016. Autor: Senador Magno Malta. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=125666 >. Acesso em 22 jul. 2016.

RIOS, Roger Raupp. Homofobia na perspectiva dos direitos humanos e no contexto dos estudos sobre preconceito e discriminação. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.). Diversidade sexual na educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Brasília: UNESCO; MEC/SECAD, 2009. p. 13-51. Disponível em: < http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me004878.pdf >. Acesso em 04 abr. 2016.

ROCHA, Damião. Juventude LGBT e bullying homofóbico nas instituições educacionais: relatos e debates de experiências no Tocantins. In: IRINEU, Bruna; FROEMMING, Cecília. Gênero, sexualidade e direitos: construindo políticas de enfrentamento ao sexismo e à homofobia. Palmas, TO: UFT, 2012. p. 167-195.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, vol. 20, n. 2, jul./dez. Porto Alegre: UFRGS, Faculdade de Educação, 1995. p. 71-99. Tradução de Guacira Lopes Louro.

SILVA, Tomaz. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009. p. 73-102.

SILVA, Tomaz. Teoria cultural e educação: um vocabulário crítico. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

SZASZ, Ivonne. El discurso de las ciencias sociales sobre las sexualidades. In: CÁCERES, C. et al. (Eds.). Ciudadanía sexual en América Latina: abriendo el debate. Lima: Universidad Peruana Cayetano Heredia, 2004. p.65-75. Disponível em: < http://www.ciudadaniasexual.org/publicaciones/abriendoeldebate.pdf >. Acesso em: 05 abr. 2016.

VANCE, Carole. A antropologia redescobre a sexualidade: um comentário teórico. Physis – revista de saúde coletiva, v. 5, n. 1, 1995.

WEEKS, Jeffrey. O corpo e a sexualidade. In: LOURO, Guacira. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009. p. 7-72.




DOI: https://doi.org/10.14571/cets.v10.n2.153-167



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ