POPULAR KNOWLEDGE AND CONCEPTIONS IN SCHOOL

Joziani Küster, Marcus Eduardo Maciel Ribeiro, José Vicente Lima Robaina

Abstract


This article aims to bring conceptions of knowledge that have passed through generations, which is called popular knowledge or primeval knowledge (CHASSOT, 2016) and which are spread in specific communities by ancestors. This article presents conceptions about school learning based on popular knowledge. This is an extract from the master thesis project that one of the authors develops. The investigation consists in a case study in where data will be collected through questionnaires and interviews during the project. Then, these data will be treated through Discursive Textual Analysis (MORAES; GALIAZZI, 2011) aiming to produce metatextes that allow the comprehension of the way that popular knowledge in those regions is consolidated in the form of school activities. It aims to identify teachers' opinions on the importance of this work based on popular knowledge; recognize the influence of popular knowledge on the science learning concepts of the schools in Rio do Oeste, Santa Catarina; and understand how the scientific knowledge at schools interferes with popular knowledge.

References


ANDRE, M.E.D.A. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Liber Livro Editora. 3ª edição, 2008.

AUSUBEL, D.P. Educational psychology: A cognitive view. Nova York, Holt, Rinehart and Winston Inc., 1968.

CHASSOT, A. A ciência através dos tempos. 2 ed. Reform. – São Paulo: Moderna, 2004 (Coleção polêmica)

CHASSOT, A. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. 7ª edição. Ijuí: Ed UNIJUÍ, 2016.

COLL, C.; VALLS, E. A aprendizagem e o ensino de procedimentos. In: COLL, C., POZO, J.I., SARABIA, B., VALLS, E. (orgs.). Os Conteúdos na Reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. Porto Alegre: Artmed, 2000.

DEMO, P. Educar pela Pesquisa. 8. Ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

FREIRE, P. - Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra. P.33.1987.

GALIAZZI, M.C. Educar pela Pesquisa: Ambiente de Formação de professores de Ciências. Ijuí: Ed. Unijuí, 2003.

GALIAZZI, M.C. A pauta do professor na sala de aula com pesquisa. Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient. v. 14, Janeiro a junho de 2005.

GONDIM, M. S. C. A inter-relação entre saberes científicos e saberes populares na esco-la: uma proposta interdisciplinar baseada em saberes das artesãs do Triângulo Mineiro. 2007. 174 f. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciên¬cias) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

GONDIM, M. S. C.; MÓL, G.S. Interlocução entre os saberes: relações entre os saberes populares de artesãs do triângulo mineiro e o ensino de ciências. In:Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 7., 2009, Flo¬rianópolis. Anais... Florianópolis, 2009.

LOPES, A.R.C. Conhecimento Escolar: ciência e cotidiano. Rio de Janeiro: UERJ, 1999.

LÃœDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 2012.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C.; RAMOS, M. G. Pesquisa em Sala de Aula: fundamentos e pressupostos. In: MORAES, R., LIMA. V. M. R.. Pesquisa em Sala de Aula: tendência para a educação em novos tempos. 2. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

MORAES, R. Educar pela pesquisa: exercício de aprender a aprender. In: MORAES, R. LIMA, Valderez M.R. (Orgs.). Pesquisa em sala de aula: tendências para a educação em novos tempos. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002.

MORAES, R.; GALIAZZI, M.C. Análise textual discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2011.

________; GOMES, V. Uma Unidade de Aprendizagem sobre Unidades de Aprendizagem. In: GALIAZZI, M. C. (Org.). Construção curricular em rede na educação em ciências: uma aposta de pesquisa na sala de aula. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007.

POZO, J.I. A aprendizagem e o ensino de fatos e conceitos. In: COLL, C., POZO, J.I., SARABIA, B., VALLS, E. (orgs.). Os Conteúdos na Reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. Porto Alegre: Artmed, 2000.

RIBEIRO, M.E.M.; RAMOS, M.G. Grupos Colaborativos como Estratégia de Aprendizagem em Aulas de Química. Acta Scientiae, v.14, n.3, p.456-471 set./dez. 2012

RIBEIRO, M.E.M. O papel de uma comunidade de prática de professores na promoção do interesse dos alunos em aulas de Química. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) – Faculdade de Física, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

SARABIA, B. A aprendizagem e o ensino de atitudes. In: COLL, C., POZO, J.I., SARABIA, B., VALLS, E. (orgs.). Os Conteúdos na Reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. Porto Alegre: Artmed, 2000.

VENQUIARUTO, L. D. et al. Saberes populares fazendo-se saberes escolares: um estudo envolvendo o pão, o vinho e a cachaça. Curitiba: Appris, 2014.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes.1991.

XAVIER, P.M.A. et al. Saberes populares e educação científica: um olhar a partir da literatura na área de ensino de ciências. Revista Ensaio. V.17. Belo Horizonte. 2015.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v12.n2.220-226



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ