O ludic as a strategy in nutrition education: perceptions of nutrition students in the discipline of food and nutrition education

Helder Matheus Alves Fernandes, Elane da Silva Barbosa, Lorena Santiago de Souza, Gabrielle Cavalcante Barbosa Lopes

Abstract


Food and nutrition education (FNE) can be seen as a strategy for the promotion of healthy eating habits and the adoption of food and nutrition security (FNS) actions and the human right to adequate food (AHRA), to strengthen autonomy and bring resignification to a continuous and permanent practice in the subjects' lifestyle. The present work aimed, therefore, to report the experience of students of the fourth period of the Nutrition course in the elaboration of playful educational activities on food and nutrition education (NE). This is an experience report, which reports to health education activities, from a playful perspective, developed in the discipline of Food and Nutrition Education - EAN, given in the 4th period of the Bachelor of Nutrition course, from a private institution, located in the interior of the state of Rio Grande do Norte. The results and discussions were reported for the analysis of educational actions for specific groups, carried out in the context of the classroom, which contributed to the academic training process, providing them with an approach to the daily lives of their future patients. The groups were: Target Group 01: Adolescents participating in a group promoted by a Social Assistance Reference Center (ASR), with the Mirror Dynamics, my mirror; Target Group 02: Children with visual and hearing disabilities attended by the Bem Viver Group with dynamics of what is this food?, and finally, Target Group 03: Elderly participants in a group of Hiperdia developed in primary care with interpretation of reading labels. Therefore, the use of playfulness proved to be capable of enhancing the teaching and learning process from a more interactive, reflective, critical and enjoyable perspective. In this way, the Nutrition student had the opportunity to diversify his theoretical-methodological repertoire about health education activities.

References


ANDRADE, Anne Graça de Sousa; MORAIS, Normanda Araújo. Avaliação do Atendimento Recebido no CRAS por Famílias Usuárias. Revista Psicologia: Ciência e Profissão. Brasília v.37, n.2, p. 378-392. Apr./June 2017. Disponível em: . Recuperado em: 21 de janeiro. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2° ed., 1. – Brasília. 2014. Disponível em: Recuperado em: 01 de abril. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. 1° ed., 1. Reimpr – Brasília. 2013. Disponível em: . Recuperado em: 01 de abril. 2020.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Marco de referência de educação alimentar e nutricional para as políticas públicas. Brasília. 2012. Disponível em: . Recuperado em: 01 de abril. 2020.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Princípios e Práticas para Educação Alimentar e Nutricional. Brasília. 2018. Disponível em: Recuperado em: 01 de abril. 2020.

BEZERRA, Giovani Ferreira. A inclusão escolar de alunos com deficiência: uma leitura baseada em Pierre Bourdieu. Revista Brasileira de Educação. Mato Grosso do Sul, v. 22, n. 69, P. 475-497. abr.-jun. 2017. Disponível em: . Recuperado em: 06 novembro. 2019.

CURZ, Mário; SANTOS, Luísa Ramos; RODRIGUES, Luís Santos. O Autoconceito E Auto-Estima De Adolescentes Praticantes Demodalidades Náuticas. Psicologia, Saúde & Doenças. Lisboa. v.17, n.3, p. 389-402. 2016. Disponível em: . Recuperado em: 17 janeiro. 2020.

ELEUTÉRIO, Tatiane Palmeira. Et al. Elaboração e verificação da validade e confiabilidade de um instrumento de letramento em nutrição entre pessoas com diabetes. Os Cadernos Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. v.26, n.3. p.298-307. 2018. Disponível em: . Recuperado em: 04 outubro. 2020.

FREITAS, Fernanda Valéria; REZENDE FILHO, Luiz Augusto. Modelos de comunicação e uso de impressos na educação em saúde: uma pesquisa bibliográfica. Interface. Botucatu. v.15, n.36, p.243-256. Dez. 2011. Disponível em: . Recuperado em 14 setembro. 2020.

FRANCA, Camila de Jesus; CARVALHO, Vivian Carla Honorato dos Santos. Estratégias de educação alimentar e nutricional na Atenção Primária à Saúde: uma revisão de literatura. Saúde Debate. Rio De Janeiro, v. 41, n. 114, p. 932-948, Jul-Set 2017. Disponível em: . Recuperado em: 07 novembro. 2019.

GUIMARÃES, Isabel Cristina Teixeira. Estado Nutricional, Avaliação De Transtornos Alimentares E Autoimagem corporal Em Universitárias Do Rio De Janeiro. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo. v.12. n.70. p.196-204. Mar./Abril. 2018. Disponível em: . Recuperado em: 21 janeiro. 2020.

HENRIQUES, Patrícia et al. Políticas de Saúde e de Segurança Alimentar e Nutricional: desafios para o controle da obesidade infantil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 23, n. 12, p. 4143-4152, 2018. Disponível em: . Recuperado em: 07 novembro. 2019.

JANINI, Janaina Pinto; BESSLER, Danielle; VARGAS, Alessandra Barreto. Educação em saúde e promoção da saúde: impacto na qualidade de vida do idoso. Saúde Debate. Rio de Janeiro, v. 39, n. 105, p.480-490, Abr-Jun 2015. Disponível em: . Recuperado em: 17 janeiro. 2020.

KADRIU, Fortesa et al. Characteristics and content of intrusive images in patients with eating disorders. European Eating Disorders Review. Belgium. v. 27, n.1 p. 495–506. 2019. Disponível: em: . Recuperado em: 05 novembro. 2019.

LINDEMANN, Ivana Loraine. Et al. Leitura de rótulos alimentares entre usuários da atenção básica e fatores associados. Cadernos Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 24 n. 4, p. 478-48. 2016. Disponível em: . Recuperado em: 05 novembro. 2019.

MURARI, Karina Stangherlin; DORNELES, Patrícia Paludett. Uma Revisão Acerca Do Padrão De Autoimagem Em Adolescentes. Revista Perspectiva: Ciência E Saúde. Osório. v.3, n.1. p. 155-168. 2018. Disponível em: . Recuperado em: 21 janeiro. 2020.

MARQUES, Luiz Eduardo De Carvalho; GUIMARÃES, Wagner Aparecido; SANTOS, Poliana Piovezana. Transtorno Alimentar E Obesidade. Revista Acta Brasileira do Movimento Humano. Paraná. v.6, n.2, p.1-10 – Abril/Junho, 2016. Disponível em: . Recuperado em: 21 janeiro. 2020.

MACHADO, Maria Goretti. Obesidade mórbida na contemporaneidade: entre o excesso do corpo e o silêncio das palavras. Revista ide. São Paulo. v.39, n.63. p.135-147. ago. 2017. Disponível em: . Recuperado em: 21 janeiro. 2020.

MENDES, Cleberson de Lima; RIBEIRO, Sonia Maria. Inclusão da Pessoa com Deficiência no Ensino Superior: Um Estudo da Produção Acadêmica na Área da Educação. Atos de Pesquisa em Educação, Blumenau, v. 12, n. 01, p.189-206, jan./abr., 2017. Disponível em: . Recuperado em: 04 outubro. 2020.

MAIA, Emanuella Gomes et al. Padrões alimentares, características sociodemográficas e comportamentais entre adolescentes brasileiros. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo. v. 21, supl.1, p. 01-13, 2018. Disponível em: . Recuperado em: 05 novembro. 2019.

MAGALHÃES, Heloísa Helena Silva Rocha; PORTE, Luciana Helena Maia Percepção de educadores infantis sobre educação alimentar e nutricional. Ciência & Educação, Bauru, v. 02, n. 01, p. 131-144, jan./mar., 2019. Disponível em: . Recuperado em: 11 novembro. 2019

PAIVA, Ana Paula Rodrigues Cavalcante; VARGAS, Eliane Portes. Material Educativo e seu público: um panorama a partir da literatura sobre o tema. Revista Práxis. Volta Redonda. v. 9, n. 18, p.1-11. dez., 2017. Disponível em: . Recuperado em: 14 setembro. 2020.

PRADO, Bárbara Grassi et al. Ações de educação alimentar e nutricional para escolares: um relato de experiência. Demetra. São Paulo. v.11, n.2, p. 369-382. 2016. Disponível em: . Recuperado em: 11 novembro. 2019.

SANTOS, Ligia Amparo da Silva. O fazer educação alimentar e nutricional: algumas contribuições para reflexão. Ciência & Saúde Coletiva, Bahia. v.17, n.2, p.453-462, 2012. Disponível em: . Recuperado em: 14 setembro. 2020.

MAFRA, Sônia Regina Corrêa; KEMPA, Sydnei Roberto. O lúdico na prática educacional de alunos deficientes intelectuais. Secretaria Estadual de Saúde: Curitiba, 2013. p.1-17. Disponível em> http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2444-8.pdf. Recuperado em: 31 Março. 2021.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v14.n3.349-359

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ