ENTREPRENEURIAL AND PROTAGONIST PRACTICES FROM EXPERIENCES IN THE PEDAGOGY COURSE

Daiane Alves de Moura, Cristiane Guaragni, Jacqueline Silva da Silva

Abstract


This article consists of the investigation of the entrepreneurial teaching practices and protagonists, developed by the Pedagogy course of a Higher Education Institution of the countryside of Rio Grande do Sul / BR, as well as its implications in the actions of the students of the respective course. The study follows the qualitative approach, the research instrument being the semistructured interview with the students who work in the literacy cycle. The information collected was analyzed according to the technique of Content Analysis, proposed by Bardin (2012). It was tried to verify not only how the course promotes the protagonism and the entrepreneurial spirit in its students, but also to present what in fact the academic formation contributes to the (re) construction of autonomous professionals, entrepreneurs and protagonists, able to diagnose, propose and evaluate solutions to problems. The research showed that, according to the interviewees, the course of Pedagogy stimulates the protagonist thinking and entrepreneurship in its students, mainly in the disciplines from the fourth semester, because they are more practical and less theoretical in relation to the beginning of the course. The interviewees also stressed the importance of the course to extend practical activities in the disciplines, better preparing the student for the performance of the profession, after training. It was also verified that these pedagogical practices developed in the course have a direct impact on the professional performance of students during the graduation.

References


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2012.

DELEUZE, G. (1992). Conversações, 1972-1990. São Paulo: Editora 34.

DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor: a metodologia de ensino que ajuda a transformar conhecimento em riqueza. Rio de Janeiro: Sextante, 2008.

FEIL, Iselda Sausen. Alfabetização: um desafio novo para um novo tempo1. Alfabetização, p. 38, 2016.

FILION, L. J. Empreendedorismo e gerenciamento: processos distintos, porém complementares. Rev. adm. Empres. São Paulo, v. 40, n. 3, p. 8-17, set. 2000. Disponível em: . Acessos em: 07 jan. 2017.

GIL, Antônio Carlos, 1946 - Como elaborar projetos de pesquisa/Antônio Carlos Gil. - 4. ed. - São Paulo : Atlas, 2002.

LAVIERI, C. Educação… empreendedora? In: LOPES, Rose Mary A. Educação empreendedora: conceitos, modelos e práticas, Rio de Janeiro: Elsevier; São Pauli: Sebrae, p 1-16, 2010.

LEAL Telma F., ALBUQUERQUE Eliana B. C. de, MORAIS Artur G. de. Avaliação e aprendizagem na escola: a prática pedagógica como eixo da reflexão. IN: Brasil. Ministério da Educação. B823e Ensino Fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Departamento de Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: FNDE, Estação Gráfica, 2006.

LEITE, Sérgio Antônio da Silva. Afetividade nas práticas pedagógicas. Temas psicol., Ribeirão Preto , v. 20, n. 2, p. 355-368, dez. 2012 . Disponível em . acessos em 25 abr. 2017. http://dx.doi.org/10.9788/TP2012.2-06.

MARTINS, S. N. Educação empreendedora transformando o ensino superior: diversos olhares de estudantes sobre professores empreendedores. 2010. 171f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

MINAYO, M. C. S.; SANCHES, O. Quantitativo e Qualitativo: Oposição ou Complementaridade? Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.9, n.3, p. 239-262, jul/set, 1993.

PAGNI, PEDRO A. Entre o discurso filosófico e a filosofia como modo de vida: aprender, ensinar e-ou experimentar. In: KOHAN, Walter O.; XAVIER, Ingrid M. (Orgs.). Filosofar: aprender e ensinar. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

PAIM, Lúcia Regina Corrêa. Empreendedorismo e interdisciplinaridade: uma proposta metodológica no ensino de graduação. 2001.

RAMOS, Géssica Priscila; ASSIS, Muriane Sirlene Silva de. O professor de crianças na atualidade: enfoques legais e pedagógicos. Práxis Educacional. Vitória da Conquista v. 8, n. 12 p. 47-60 jan./jun. 2012.

SCHNEIDER, Mariângela Costa. "O protagonismo infantil e as estratégias de ensino que o favorecem em uma turma da Educação Infantil". 2015. Dissertação (Mestrado) – Curso de Ensino, Centro Universitário UNIVATES, Lajeado, 25 jun. 2015. Disponível em:

SIQUEIRA, Patrícia Gomes de; HADDAD, Lenira. O trabalho do professor de educação infantil e as suas especificidades: dilemas e desafios da pré-escola. In: V EPEAL, 2010, Maceió. PESQUISA EM EDUCAÇÃO: DESENVOLVIMENTO, ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL.

SILVA, Jacqueline Silva da. O planejamento no enfoque emergente: uma experiência no 1º ano do Ensino Fundamental de nove anos. 2011. 237 f. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-graduação em Educação, Porto Alegre, fev. 2011.

SILVA, Jacqueline Silva da, SCHNEIDER, Mariângela Costa; SCHUCK, Rogério José. O princípio do protagonismo infantil e da participação da criança na construção do planejamento no enfoque emergente. Revista Contemporânea de Educação, vol. 9, n. 17, janeiro/junho de 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 dez. 2016.

TEXTO DIGITAL. História da Brinquedoteca UNIVATES. Disponível em Acesso em 10 nov. 2016.

ZIBAS, Dagmar; FERRETI, Celso; TARTUCE, Gisela. Micropolítica escolar e estratégias para o desenvolvimento do protagonismo juvenil. Cadernos de Pesquisa, [S.l.], v. 36, n. 127, p. 51-85, jan./abr. 2006.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v11.n3.468-476



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ