THE USE OF A MULTIMÍDIA GAME ABOUT SIDA AMONG STUDENTS: CONTRIBUTIONS TO TEACHING SCIENCE

Zilene Moreira Pereira Soares, Simone Souza Monteiro, Lívia dos Santos Fraga, Sandra Monteiro Rebello

Abstract


The study evaluated the use of a multimedia educational game about STD / SIDA among students from the 6th grade of Elementary School to the Junior high school students from two public schools in Rio de Janeiro State and their contributions to teaching Science and Biology. The study was carried out from the direct observation of the material use and the questionnaires application to the students. The results revealed that the game stimulated the debate and clarified doubts and points of view on subjects related to the teaching of natural sciences and sexual orientation, foreseen in the National Curricular Parameters. Students were curious about the computers use, indicating the potential of multimedia resources as a teaching strategy. It is understood that educational resources do not replace investments in teacher training and the necessary improvements in public education systems, but they can provide subsidies for educators in approaching diverse topics.

References


ALENCAR, Rúbia de Aguiar et al. Desenvolvimento de uma proposta de educação sexual para adolescentes. Ciência & Educação, v.14, n.1, p. 159-168, 2008.

ALTMANN, Helena. Orientação sexual em uma escola: recortes de corpos e de gênero. Cadernos Pagu, v.21, p.281-315, 2003.

ALTMANN, Helena. Orientação sexual nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Estudos Feministas, v.9, n.2, p.575-585, 2001.

APARICI, Roberto. Ensino, multimídia e globalização. Comunicação & Educação, São Paulo, v.14, p. 56-67, jan/abr 1998.

ARAÚJO, Maria Fátima Maciel. Jogos educativos viabilizando estratégias de avaliação. 2001. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2001.

AYRES, José Ricardo de Carvalho Mesquita et al. Adolescência e AIDS: avaliação de uma experiência de educação preventiva entre pares. Interface – Comunicação, Saúde, Educação, v.7, n.12, p.123-38, fev 2003.

BECKER, Howard. Métodos de Pesquisa em Ciências Sociais. São Paulo: HUCITEC, 1994.

BARBOSA JÚNIOR, Aristides et al. Tendências da epidemia de AIDS entre subgrupos sob maior risco no Brasil, 1980-2004. Cadernos de Saúde Pública, v.25, n.4, p.727-737, 2009.

BRASIL - Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos: Ciências Naturais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Diretoria de Pesquisas - Coordenação de População e Indicadores Sociais. Síntese de Indicadores Sociais. Rio de Janeiro: IBGE, 2007. v.21. 260 p.

BRASIL. Boletim Epidemiológico – AIDS e DST: Ministério da Saúde. Ano IV, n.1. 27ª à 53ª semanas epidemiológicas - julho a dezembro de 2014 - 01ª à 26ª semanas epidemiológicas - janeiro a junho de 2015.

BRASIL, Ministério da Saúde e Ministério da Educação. Orientações sobre o Programa Saúde na Escola para Elaboração dos Projetos Locais. Brasília, 2008b.

CALAZANS, Gabriela. 2005. Os jovens falam sobre sua sexualidade e saúde reprodutiva: elementos para reflexão. In: ABRAMO, Helena Wendel; BRANCO, Pedro Paulo Martoni. (Orgs). Retratos da juventude brasileira: Análise de uma pesquisa nacional. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo/Instituto Cidadania. p. 215-41.

CORRÊA, Sonia. A resposta brasileira ao HIV e à AIDS em tempos tormentuosos e incertos. In: Mito vs realidade: sobre a resposta brasileira à epidemia de HIV e AIDS em 2016. ABIA – Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS, Rio de Janeiro/RJ, p. 9-23.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

JARDIM, Dulcilene Pereira; BRÊTAS, José Roberto da Silva. Orientação sexual na escola: a concepção dos professores de Jandira – SP. Rev. Bras. Enferm. v.59, n.2, p.157-162, mar-abr, 2006.

PEREIRA, M. E. et al. (Orgs). Gênero e Diversidade na Escola: Formação de professoras/es em gênero, sexualidade, orientação sexual e relações étnico-raciais. Brasília/Rio de Janeiro: SPM/CEPESC, 2007.

HANUSHEK, Eric. School resources and student performance. In: BURTLESS, Gary. (Ed.). Does money matter? The effect of school resources on student achievement and adult success. Washington, DC: Brookings Institution Press, 1996.

LÉVY Pierre. As Tecnologias da inteligência: O Futuro do Pensamento na Era da Informática. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

LOPES, Maria Immacolata Vassalo de. Pesquisa em comunicação: formulação de um modelo metodológico. São Paulo: Loyola, 1994.

MANO, Sonia Maria Figueira. Ambiente virtual como facilitador do diálogo sobre sexualidade entre adolescentes: desenvolvimento e avaliação de um multimídia educativo. 2008. 170p. Tese (Doutorado em Ensino de Biociências e Saúde) – Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2008.

MELLO E SOUZA, Alberto de Determinantes da aprendizagem em escolas municipais. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.13, n.49, p. 413-434, out./dez, 2005.

MONTEIRO, Simone; VARGAS, Eliane; REBELLO, Sandra. Educação, Prevenção e Drogas: Resultados e Desdobramentos da Avaliação de um Jogo Educativo. Revista Educação & Sociedade, Campinas, v. 24, n. 83, p. 659-678, agosto 2003.

PECORARI, Eliane Porto Di Nucci; CARDOSO, Luciana Roberta Donola; FIGUEIREDO, Tathiana Fernandes Biscuola. Orientação sexual em escolas de ensino fundamental: um estudo exploratório. Cadernos de Psicopedagogia. V.5, n.9. São Paulo: 2005.

PEREIRA, Maria Elisabete et al. Gênero e Diversidade na Escola – Formação de Professoras/ES em Gênero, Sexualidade, Orientação Sexual e Relação Étnico-Raciais. CEPESC, Rio de Janeiro: 2007.

PERRENOUD Philipe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000.

SCHALL, Virgínia et al. Evaluation of the Zig-ZAIDS game: an entertaining educational tool for HIV/AIDS prevention. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 107-119, 1999.

SEFFNER, Fernando; PARKER, Richard . A neoliberalização da prevenção do HIV e a resposta brasileira à AIDS. Mito vs Realidade: sobre a resposta brasileira à epidemia de HIV e AIDS em 2016, Rio de Janeiro / RJ, p. 24 - 32, 20 jul. 2016.

SILVA, E. P. de Q.; SILVA, L. A. Articulação entre conhecimento biológico e cultura em livros didáticos: o que se ensina com a biologia. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Atas do ENPEC, Águas de Lindóia, SP, 2013.

SOUZA, Márcia Maria de; DEL-RIOS, Nativa Helena Alves; MUNARI, Denize Bouttelet; WEIRICH, Claci Fátima. Orientação sexual: conhecimentos e necessidades de professores de um Colégio Público em Goiânia – GO. Revista Eletrônica de Enfermagem. 2008; 10(2): 460-471.

TAKAHASHI, Tadao. (Org.). Sociedade da informação no Brasil: livro verde. Brasília: CT, 2000. 203 p.

TERTO JR, Veriano; CARVALHO, Felipe; VILLARDI, Pedro; VIEIRA, Marcela. A luta continua: avanços e retrocessos no acesso aos antirretrovirais no Brasil. Mito vs Realidade: sobre a resposta brasileira à epidemia de HIV e AIDS em 2016, Rio de Janeiro/RJ, p. 39-51, 20 jul. 2016.

TONATTO, Suzinara; SAPIRO, Clary Milnitsky. Os novos Parâmetros Curriculares das Escolas Brasileiras e Educação Sexual: uma proposta de intervenção em ciências. Psicologia & Sociedade, v.14, n.2, p.163-175, jul./dez, 2002.

THORNBURG, David. Education, Technology and Paradigms of Change for the 21st Century. Starsong Publications, 1991.

TOSCHI, Mirza Seabra; RODRIGUES, Maria Emília de Castro. Infovias e Educação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 313-326, jul./dez. 2003.

UNAIDS. Prevention Gap report. 2016.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v11.n2.323-333



Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ