Histcongo: educational application about the Democratic Republic of Congo

Laurindo Paulo Ribeiro Tchinhama, Fernanda De Paula Silva, Héctor Luís Saint Pierre, Selma Terezinha Milagre

Abstract


The article presents the development of a mobile application for teaching and research on the Democratic Republic of Congo, named: HistCongo (RDC/Kinshasa). The development aimed to disseminate knowledge about the country through information and historical data in an interactive and accessible way, to democratize the process of teaching and learning about African countries. It is noted that, of the existing applications, few seek to foster teaching, research, and democratization of knowledge about African culture, in particular, this country of historical magnitude. For this purpose, analyses and information selections was made from specialized literature in the technological and political-historical area, as well as search for applications with the same purpose. As a result, the HistCongo mobile application was created and made available to the public with relevant information and data to facilitate the democratization of research, teaching, and learning. With this tool, we seek to contribute to Distance Education (EaD) in Brazil, in an accessible way, through mobile devices.

References


Autesserre, S. (2010). The Trouble with the Congo Local Violence and the Failure of International Peacebuilding. New York: Cambridge University Press.

Bizawu, K. (2006). O sistema de segurança coletiva da ONU e os conflitos nos grandes lagos: Análise das resoluções do Conselho de Segurança da ONU sobre a República Democrática do Congo. Dissertação de Mestrado. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Brasil.

Brasil. (1996) Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC.

Brasil (2003). Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Brasília: MEC.

Brasil (2018). Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) (Fundação Carlos Alberto Vanzolini. Gestão de Tecnologias em Educação. Brasília: MEC.

Da Silva, I. C. (2011). Guerra e construção do estado na Rep. Democrática do Congo: a definiçaõ militar do conflito como pré-condição para a paz. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil.

De Souza, G. (2015). Monusco: a Atuação Brasileira em operações de paz robustas. Brasiliana. Journal for Brazilian Studies, v. 3, n. 2, p. 169–196.

F. Silva, r., & Correa, E. S. (2014). Novas tecnologias e educação: a evolução do processo de ensino e aprendizagem na sociedade contemporânea. Educação & Linguagem, n.1 jun. p. 23-35.

Felipe, E. M., & Souza, S. G. (2017). Da paisagem à poluição sonora: O uso do Smartphone em uma prática pedagógica interdisciplinar. In: MATTOS, Francisco; COSTA, Christine Sertã (Orgs.). Tecnologia na sala de aula em relatos de professores.1ed., v. 2, p. 67-86.

Fish, Bruce, Fish, Becky Durost. (2001). Exploration of Africa: The Emerging Nations Congo. Cheney: Chelsea House Publishers.

Jr. Ghiraldelli, P. (1987). A evolução das ideias pedagógicas no Brasil Republicano. Caderno de Pesquisa, p. 28–37.

Jr. Ghiraldelli, P. (2006). O que é pedagogia? 1 ed. São Paulo: Brasiliense.

Kruchten, P. (2003). The Rational Unified Process: An Introduction. Ciência Moderna.

Leite, B. Aprendizagem tecnológica ativa. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 4, n. 3, p. 580-609,

Mateus, M. D. C., & Brito, G. D. S. (2011). Celulares, smartphones e tablets na sala de aula: complicações ou contribuições? I Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação, p. 9515–9524.

Ministério Da Educação (2018). Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: Ministério da Educação.

Moran, J. M. (2004). Os novos espaços de atuação do professor com as tecnologias. Revista Diálogo Educacional, v. 4, n.12, 13.

Oliveira, K. E Jesus; Alves, A. L; Porto, C. M. (2017). Tecnologias móveis em educação: um experimento por meio da sala de aula invertida. Revista EDaPECI, v.17. n.1, p. 96–109.

Oppong, Joseph R; Woodruff, T. (2007). Democratic Republic of Congo. New York: Chelsea House.

Ostermann, F; Cavalcanti, C. J. H. (2011). Teorias de Aprendizagem. 1ed. Porto Alegre: Evangraf.

Queiroz, C, Moita, F. (2007). As tendências pedagógicas e seus pressupostos. Programa Universidade a Distância p. 132–136.

Silva, Bento (2001). A tecnologia é uma estratégia. In: DIAS. Paulo; FREITAS, Varela de (Orgs.). Actas da II Conferência Internacional Desafios. Braga: Centro de Competência da Universidade do Minho do Projecto Nóni, p. 839-859.

Santos Neto, E., & Franco, E. S. (2010). Os professores e os desafios pedagógicos diante das novas gerações: Considerações sobre o presente e o futuro. Revista de Educação do Cogeime, v.19, n. 36, p. 9–25.

Schneiders, L. A. (2018). O método da sala de aula invertida (flipped classroom). Coletânea Cadernos Pedagógicos: Metodologias Ativas de Aprendizagem. Rio Grande do Sul: Lajeado: Univates

Silva, A. (2016). Contributo das tecnologias digitais para o desenvolvimento de competências do século XXI em uma aula invertida. Arquivo Brasileiro de Educação, v. 3, n. 6, p. 65-86.

Siqueira, R. N; Albuquerque, R. A. F; Magalhães, Á. R. de. (2012). Métodos de ensino adequados para o ensino da Geração Z - uma visão dos discentes: um estudo realizado no curso de Graduação em Administração de uma Universidade Federal. Encontro Nacional Dos Cursos De Graduação Em Administração – Enangrad, p. 1–16.

Sobrinho, I. P. Da S. (2015). Filosofia da educação: uma abordagem sobre fundamentos da educação progressista no brasil. Estação Científica, n. 13, jan-jun. p.1–14.

Sommerville, I. (2011). Engenharia de Software. 9 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Teixeira, R.C, Barbosa, L. M. (2007). Congo: no “coração” da África o dilema entre independência e ditadura. Conjuntura Internacional, v. 16, n.2, p. 45, 1–22

Turner, T. (2007). The Congo Wars: Conflict, Myth and Reality. 1 ed. New York: Zed Books.

Tchinhama, L. P. R. (2017). Peacebuilding e democratização: uma análise da construção da paz na República Democrática do Congo. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação. (2013). Policy Guidelines for Mobile Learning. 7. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000219641_eng. Acesso: 02 nov. 2020.

Vazquez, C. E., & Simões, G. S. (2016). Engenharia de Requisitos: Software Orientado ao Negócio. 1ed. Rio de janeiro: Brasport.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v14.n3.460-470

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ