BRIEF UNDERSTANDING OF BRAZILIAN SCENARIO REGARDING THE INTEGRATION OF ICT AND INTERNET IN EDUCATION

João Batista Bottentuit Junior, Larize Kelly Garcia Ribeiro Serra, Mizraim Nunes Mesquita

Abstract


This study aims to investigate Brazilian scenario regarding the integration of ICT and Internet in education. It aims to investigate these effects by means of a bibliographic research, with a qualitative approach and exploratory and descriptive nature. It presents a brief explanation about cyberculture, information society and the presence of the Information and Communication Technologies (ICT) and Internet in educational scenarios, considering the ponderations of authors as Castells (2003), Levy (2010), Primo, Valiati, Lupinacci and Barros (2017), Santaella (2013), among others. It discusses data about schools’ structure in terms of ICT and Internet availability, Internet connection, teacher’s formation to use digital technologies in the teaching and learning process, use of ICT and Internet by students, etc. It highlights the advances and limitations of Brazilian schools towards the integration of technologies for learning. It recognizes that Brazilian public schools are the most limited in this context, especially those that work with the elementary level. It observes that students are every day more connected to the Internet through mobile technologies and, therefore, they could be better explored for educational purposes. It notes that, in general, the North and Northeast regions are those with more struggles to integrate ICT in pedagogical practices.

References


Bottentuit Junior, J. B. (2017). O Aplicativo Kahoot na Educação: verificando os conhecimentos dos alunos em tempo real. In Gomes, M. J., Osório, A. J., Valente, A. L. (Orgs.). Challenges 2017: aprender nas nuvens, learning in the clouds (15a ed., p. 1587-1602). Braga: Universidade do Minho.

Broadband Commission for Sustainable Development. (2017). The state of broadband 2017: broadband catalyzing sustainable development. [S. l.: s.n.]. Recuperado em 18 maio, 2019, de https://www.itu.int/dms_pub/itu-s/opb/pol/S-POL-BROADBAND.18-2017-PDF-E.pdf

Castells, M. (2003). A Galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Fronteiras do Pensamento. (2014, 7 abril). Manuel Castells - A obsolescência da educação. [Youtube]. Recuperado em 15 junho, 2019, de https://www.youtube.com/watch?v=eb0cNrE3I5g

Comitê Gestor da Internet no Brasil. (2018). Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras: TIC educação 2017. São Paulo: Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR.

Comitê Gestor da Internet no Brasil. (2017). Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros: TIC domicílios 2016. São Paulo: Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, Comitê Gestor da Internet no Brasil. Recuperado em 10 julho, 2019, de http://cetic.br/publicacao/pesquisa-sobre-o-uso-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-nos-domicilios-brasileiros-tic-domicilios-2016/

Costa, L. M. (2015). Programa Nacional de Tecnologia Educacional (PROINFO) Expansão, democratização e inserção das tecnologias na Rede Pública. Quanta-Comunicação e Cultura, 1 (1), 52-63. Recuperado em 10 julho, 2019, de http://www.aedb.br/publicacoes/index.php/comunicacao/article/view/4

Coutinho, C., & Lisboa, E. (2011) Sociedade da Informação, do Conhecimento e da Aprendizagem: desafios para educação no século XXI. Revista de Educação, 18(1), 5-22. Recuperado em 11 novembro, 2020, de http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/14854/1/Revista_Educa%c3%a7%c3%a3o%2cVolXVIII%2cn%c2%ba1_5-22.pdf

Decreto nº 6.300, de 12 de dezembro de 2007. (2007, 12 dezembro). Dispõe sobre o Programa Nacional de Tecnologia Educacional - ProInfo. Diário Oficial da União, Brasília. Recuperado em 20 maio, 2019, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6300.htm#:~:text=DECRETO%20N%C2%BA%206.300%2C%20DE%2012,que%20lhe%20confere%20o%20art.

Hinostroza, J. E. (2017). TIC, educação e desenvolvimento social na América Latina e o Caribe. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - UNESCO, Escritório Regional de Ciências da UNESCO para América Latina e o Caribe. Recuperado em 20 junho, 2019, de http://unesdoc.unesco.org/images/0026/002628/262862por.pdf

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2018). Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio Contínua (PNAD 2017): acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal 2017. Rio de Janeiro: IBGE. Recuperado em 20 junho, 2019, de https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101631

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (2019). Notas Estatísticas: Censo Escolar 2018. Brasília: Ministério da Educação, 2019. Recuperado em 15 junho, 2019, de http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2018/notas_estatisticas_censo_escolar_2018.pdf

Internet Society. (2017). Internet Society Global Internet Report: Paths to our Digital Future. [S.l.: s.n.]. Recuperado em 11 novembro, 2020, de https://www.internetsociety.org/globalinternetreport/

Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. (1996, dezembro 20). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília. Recuperado em 10 julho, 2019, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/l9394.htm

Lei nº 13.005 de 24 de junho de 2014. (2014, 25 junho). Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília. Recuperado em 20 maio, 2019, de http://www.observatoriodopne.org.br/uploads/reference/file/439/documento-referencia.pdf

Lévy, P. (2010). Cibercultura. (3ª ed.). São Paulo: Editora 34.

Lopes, M. (2013). Literacia digital dos professores do 2º e 3º Ciclos das escolas do Conselho Viseu. Lisboa: Universidade Católica Portuguesa.

Primo, A. T., Valiati, V., Lupinacci, L., & Barros, L. (2017). Conversações fluidas na cibercultura. Revista FAMECOS, 24(1), ID24597. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.1.24597.

Prodanov, C.C. & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale.

Santaella, L. (2013). Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.

Saviani, D, & Duarte, N. (2012). Pedagogia histórico-crítica e luta de classe na educação escolar. Campinas: Autores Associados.

Silva, B. & Alves, E.J. (2018). Aprendizagem na cibercultura: um novo olhar sobre as tecnologias de informação e comunicação digital no contexto educativo ubíquo. Interfaces Científicas – Educação, 6 (3), 17-28. doi:10.17564/2316-3828.2018v6n3p17-28

Silva, B. & Falavigna, G. (2016). Aprendizagem ubíqua na modalidade blearning: estudo de caso do mestrado de Tecnologia Educativa da UMinho. In Falavigna, G. & Silva, B. (Orgs.), Temas educacionais: tecnologias, sustentabilidade, docência e recursos (p.11-37). Porto Alegre: EDIPUCRS.

Silva, M. G. M. (2013). Mobilidade e construção do currículo na cultura digital. In: Almeida, M. E. B.; Dias, P.; Silva, B. D. (Orgs.), Cenários de inovação para a educação na sociedade digital (p. 123-136), São Paulo: Loyola.

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - UNESCO. (2014). Diretrizes de Política para Aprendizagem Móvel. Brasília: Representação da UNESCO no Brasil.

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO. (2018). Acesso ao conhecimento no Brasil. Brasília, DF: Representação da Unesco no Brasil.

Wilson, C., Grizzle, A., Tuazon, R., Akyempong, K., & Cheung, C. K. (2013). Alfabetização Midiática e Informacional: currículo para formação de professores. Brasília: Representação da Unesco no Brasil, UFMT.




DOI: https://doi.org/10.14571/brajets.v13.n4.474-483

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Licensed under :

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

----------------------------------------------------------------------

Indexing, Scientific Societies and Directories

Logo CAPES Logo periodicos.CAPES Logo Google Scholar

Logo GIF Logo Latindex Logo BASE Logo PKP

Logo DIADORIM Logo IBICT Logo SIS

Logo Gaudeamus Logo ROAD Logo DOAJ